‘Censura’, critica Bolsonaro a proposta do ex-presidente Lula sobre regulação da mídia

Uma notícia tem gerado muitos debates nas redes sociais nesta quarta-feira (15). Em um evento no Palácio do Planalto nessa terça-feira (14), o presidente Jair Bolsonaro fez críticas à proposta de regulação da mídia e analisou esta pauta como uma forma de censura.“A nossa liberdade de imprensa, com todos os seus defeitos, tem que persistir. No que depender de nós, jamais teremos quaisquer medidas visando censurá-los. É melhor falando do que calado”, disse Bolsonaro.

O discurso feito pelo presidente veio rebater o posicionamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que é a favor da regulação da mídia. Tanto Bolsonaro quanto Lula devem figurar como opções de voto para o eleitor nas eleições de 2022. De acordo com Lula, o Brasil precisa “fazer um novo marco regulatório para a comunicação”.

A proposta que o ex-presidente Lula é a favor é semelhante a que foi implantada na Venezuela, onde o governo persegue e sufoca financeiramente os veículos de comunicação que se opõe ao governo. Fabio Faria, ministro das comunicações, mostrou apoio ao posicionamento de Bolsonaro.“Em vários momentos ele conversou, recebeu, brigou, mas, em nenhum segundo, esse presidente que está ao meu lado falou em regular a mídia. Quem está falando de regular a mídia não é o presidente Bolsonaro.”

O ex-presidente Lula não explicou como funcionaria esta regulação da imprensa, mas o plano de governo do então candidato a presidência em 2018, Fernando Haddad, apoia o impedimento de “monopólios e oligopólios”, e que “o monitoramento e aplicação dos princípios constitucionais deve se dar por meio de um órgão regulador com composição plural para evitar sua captura por qualquer tipo de interesse particular”.

Os críticos são céticos quanto a possibilidade de censura e o surgimento de regras para a imprensa. O presidente Bolsonaro afirmou durante o evento que o seu governo “conversa com todo mundo”, enquanto dizia sobre os seus embates com a imprensa.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Lacombe desabafa sobre ter saído da Band porque ficou marcado por sua postura: “Isso fez sair da emissora”

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais neste sábado (13). O jornalista e apresentador Luis Ernesto Lacombe, afirmou em uma entrevista ao canal 1Bilhão que suas ideias conservadoras influenciaram a sua saída da Band. Segundo Lacombe, o seu poder de fala havia sido silenciado e houve uma espécie de censura por parte da Band. 

“Há uma demanda reprimida por conteúdos mais liberais, conservadores. A imprensa de um modo geral é dominada pelo pensamento de esquerda. No programa que fui convidado a fazer eventualmente surgiu uma pauta política e nós nos posicionamos. Foi por acaso”, destacou. 

O apresentador trabalhou no ‘’Aqui na Band’’ até junho de 2020 quando o programa passou por mudança e reformulação: Em certo episódio houve um debate sobre o mandante da tentativa de assassinato de Bolsonaro com direito a especulações e hipóteses alternativas. 

“Teve outro acaso, foi uma espécie de censura que a gente sofreu na Band e me fez sair da emissora. Sofremos uma intervenção, nossas pautas tinham que passar pelo jornalismo, perdemos uma liberdade para comentar. Foi um acordo [sobre a saída]”, concluiu. 

Da redação do Acontece na Bahia 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.