Imagens internas desmentem versão de homem que agrediu dona de sorveteria por não querer usar máscara

Depois de ser cobrado para usar máscara dentro de uma sorveteria, um homem teve uma reação exagerada e causou grande revolta. Irritado, o cliente agrediu a dona do estabelecimento e vandalizou objetos no interior da loja. Agora, novas informações desmentem a versão dele, que disse ter sido agredido pela comerciante antes.

Após ser duramente reprovado pelo que fez, o vendedor Rodrigo Ferronato se defendeu. Apesar de reconhecer que não deveria ter se excedido e chutado objetos da soverteria em Campinas, interior de São Paulo, ele alegou que teria recebido empurrões, tapas e até socos da dona. Contudo, imagens do circuito de câmeras do estabelecimento desmentem essa história. Primeiramente, os registros mostram ele entrando na sorveteria com a máscara baixa, cobrindo parte da boca e com o nariz de fora. Logo depois, ele vai ao caixa e a dona o orienta a consertar a máscara antes de atendê-lo. Então, Rodrigo se irrita repentinamente começa a agir com grande agressividade e diz “Faz alguma coisa comigo para você ver se eu não meto a mão na sua cara. Palhaça! Fala um ‘a’ para você ver o que você vai arrumar. Fica olhando aí que você vai ver o que você vai arrumar. Está achando que é comédia aqui?”

Enquanto fala isso, o homem ensaia dar tapas na dona da sorveteria e começa a chutar que estavam no local. Se antes de se pronunciar Rodrigo já estava sendo criticado, depois de mentir para se defender ele deve receber ainda mais reprovações. As autoridades estão investigando o caso, que além de ser um descumprimento de medida sanitária, poderá ser enquadrado em outras categorias, já que houve o dano a propriedade privada e à moral da comerciante.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Após frequentes visitas de Bolsonaro ao Nordeste, Rui Costa manda direta e dispara: “Só veio aqui para inaugurar obras já inauguradas”

Num período de pouco menos de 2 meses, o presidente Jair Bolsonaro veio ao nordeste 4 vezes. Durante essas viagens, Bolsonaro fechou acordos e também inaugurou obras em diversas cidades. Diante disso, o governador Rui Costa mandou uma direta para o presidente e disse que ele “só vem para o estado para inaugurar obras que já estão prontas.”

Primeiramente, as visitas frequentes de Bolsonaro ao Nordeste chamaram a atenção, visto que essa é uma das regiões em que o presidente teve a popularidade em baixa. Em resposta a essa visitas, Rui Costa disse durante uma entrevista à Revista Fórum: “Ele só veio inaugurar obra que já estava inaugurada, ou iniciada por Lula e Dilma. Queria que ele viesse pra valer, obras novas, que gerassem emprego e renda pra população. Até agora, não sabem o que vão fazer pro País ou Nordeste”

As declarações trouxeram de volta o sentimento de polarização e geraram discussões na rede. Nas últimas viagens, Bolsonaro inaugurou moradias no Rio Grande do Norte e também esteve presente em obras de infraestrutura hídrica. Além disso, há poucos dias o presidente veio à Bahia, onde consolidou um acordo para a construção de um trecho da Fiol, ferrovia que ligará o oeste do estado diretamente ao litoral.

Da Redação do Acontece na Bahia.

 

Categoria(s): Nacional.

Mulher causa polêmica após dançar em cima do caixão do marido empresário em última despedida

Geralmente o momento da perda de um familiar é marcado pelo luto e pela compaixão dos presentes. Contudo, algumas pessoas preferem agir diferente da maioria e transformam essas cerimônias em verdadeiras festas. Essa foi a escolha da esposa de um empresário, que se despediu dele dançando em cima do caixão.

Primeiramente, a mulher chamou a atenção de todos que estavam no funeral do marido, depois a história se espalhou pelo mundo inteiro. De acordo com informações locais, o homem era um jovem de 38 anos, dono de lojas na cidade, um empresário que exercia grande influência na região. Num certo dia, ele estava dentro de uma de suas lojas quando foi surpreendido por assaltantes. Então, depois do roubo, eles atiraram contra o empresário.

Após isso, a equipe médica foi acionada e o empresário socorrido. Apesar de ter sido internado, o homem não resistiu. Tendo em vista a influência que tinha na cidade, sua morte gerou grande comoção popular, levando várias pessoas ao seu cortejo fúnebre. Nesse momento, a mulher dele resolveu prestar uma última homenagem que dividiu opiniões: subir no caixão e dançar. Ao som de uma música animada, a moça se apoiou por cima do falecido marido, fez passos ousados e depois deu um beijo no rosto do amado. Por ser tão inusitado, o momento repercutiu amplamente por todo mundo. Entretanto, como o caso aconteceu na cidade de Manta, no Equador, existem inúmeras diferenças culturais em relação ao Brasil, por exemplo. Assim como no México, diversas regiões latinas têm a tradição de encarar a morte com alegria e festejar. Essa seria uma maneira de espantar a dor intrínseca a estes momentos.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Governo limita crédito de novas parcelas do auxílio a R$ 600 por família

Em mais uma medida para reduzir o número de beneficiários, o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) limitou o pagamento das novas parcelas do auxílio emergencial a R$ 600 por família.

Dessa maneira, parentes de mães chefes de família (que pela legislação têm direito a duas cotas, ou seja, R$ 600), por exemplo, não receberão mais o benefício emergencial, segundo o governo.

A alteração no pagamento do auxílio emergencial, agora no valor de R$ 300 cada parcela, foi publicada nessa quarta-feira (16/9) em portaria no Diário Oficial da União (DOU).

O texto, assinado pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, esclarece que o recebimento do auxílio emergencial residual estará limitado a duas cotas por família, de maneira que:

  1. A mulher provedora de família monoparental tem preferência para o recebimento de duas cotas, não podendo, nessa hipótese, haver um segundo beneficiário no grupo familiar; e
  2. Somente poderá haver dois beneficiários num mesmo grupo familiar se ambos receberem cotas simples.

Anteriormente, no crédito das parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mãe chefe de família), o limite era de duas cotas, independentemente do valor.

Dessa maneira, uma família poderia receber até R$ 1,8 mil por mês, caso fosse composta por uma mulher monoparental (R$ 1,2 mil) e um dos filhos (R$ 600), por exemplo, se estivesse dentro das regras.

O governo publicou também nessa quarta-feira (16/9) um decreto que regulamenta o crédito das novas parcelas de R$ 300 do auxílio emergencial.

O texto diz que o auxílio residual será pago somente até 31 de dezembro, “independentemente do número de parcelas recebidas”. Isso significa que nem todos os aprovados vão receber todas as parcelas de R$ 300.

De acordo com o site Metrópoles, vão ganhar quatro novas cotas de R$ 300 apenas quem recebeu o primeiro depósito em abril deste ano. Assim, quem recebeu em julho, por exemplo, e estaria dois meses “atrasado”, vai ganhar apenas uma nova parcela de R$ 300.

Categoria(s): Social.

Casamento gera 7 mortos e quase 200 infectados pelo coronavírus

Deveria ficar na lembrança como uma celebração de amor em pleno verão na pitoresca cidadezinha de Millinocket, Maine. Mas a festa de casamento terminou com sete mortes e pelo menos 177 pessoas infectadas pelo coronavírus.

Um dos motivos desta festa que terminou em tragédia é que os convidados para o casamento do dia 7 de agosto eram 65, mais do que o máximo permitido de 50 pessoas.

Eles primeiro compareceram a uma cerimônia em uma igreja batista, e depois a uma recepção no Big Moose Inn, ambos perto de Millinocket, uma cidade de 4.000 habitantes.

Dez dias depois, 24 pessoas ligadas ao casamento testaram positivo para a covid-19, e o Maine Center for Disease Control abriu uma investigação.

O diretor do Centro, Nirav Shah, informou na quinta-feira em uma coletiva de imprensa que, como resultado do casamento, havia pelo menos 177 pessoas infectadas. Sete morreram, embora “nenhuma vítima fatal tenha estado presente na festa”.

Os “detetives” que tentam encontrar todas as pessoas que entraram em contato com os infectados vincularam o casamento a vários focos do vírus em todo o estado do Maine, na fronteira com o Canadá.

Um total de 39 casos e seis mortes ocorreram em um lar de idosos a 160 km de Millinocket, mais de 80 casos foram identificados em uma prisão a 370 km do local do casamento – um dos guardas compareceu ao casamento – e há 10 casos prováveis em uma igreja batista na mesma região.

Para Maine, que inicialmente adotou regras muito rígidas de confinamento e distanciamento social, mas depois as relaxou devido ao seu índice de infecção muito baixo, o que aconteceu foi um lembrete de que não se deve baixar a guarda contra o vírus.

“Quando descobrimos o que aconteceu, todos voltaram para a quarentena (…) Tudo fechou na cidade”, disse Cody McEwen, presidente da Câmara Municipal, à AFP.

Alguns moradores da cidade estão furiosos com os organizadores do casamento, a começar pelo salão onde foi realizado, e cuja licença foi temporariamente suspensa.

“Não deveriam ter organizado aquele casamento. Deveriam ter limitado a 50 pessoas”, lamentou Nina Obrikis, um membro da Igreja Batista local. “Agora não podemos ir a lugar nenhum, não podemos fazer nada”.

A governadora do Maine, Janet Mills, emitiu um alerta na quinta-feira para 1,3 milhão de residentes deste pequeno estado altamente rural, cuja taxa de contágio é de 0,6%.

Este aumento de casos “ameaça arruinar o progresso feito” em face da pandemia, afirmou. “Não estamos do outro lado do túnel da covid-19, o vírus está em nossos jardins”, enfatizou.

Desde o início da pandemia, uma série de eventos foi relacionada a um número exponencial de casos. Os primeiros nos Estados Unidos estavam ligados uma conferência de biotecnologia em Boston em fevereiro, onde cerca de 175 pessoas participaram, e a um enterro na Geórgia, onde mais de 100 pessoas foram infectadas com o vírus.

Nas últimas semanas, ocorreram vários surtos, principalmente em campi universitários, como resultado de festas. Algumas faculdades tiveram que fechar suas portas e mandar os alunos para casa.

Na Universidade Oneonta, no interior do estado de Nova York, mais de 670 casos foram detectados em um mês.

Categoria(s): Internacional.

Brasil terá maior fábrica de vacinas da América Latina

A Fundação Oswaldo Cruz e a Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) assinaram ontem (17) acordo para instalação da maior fábrica de vacinas da América Latina. As informações são da Agência Brasil.

As vacinas contra meningite, hepatite e tríplice bacteriana, que atualmente são importadas, vão passar a sair do polo. O acordo prevê a construção de nove prédios e a inauguração está prevista para 2023 e deverá gerar 5 mil empregos diretos.

O complexo será responsável por toda produção de vacinas da Fiocruz, inclusive a de covid-19, quando for aprovada.

As vacinas contra meningite, hepatite e tríplice bacteriana, que atualmente são importadas, vão passar a sair do polo.

O acordo estabelece a construção de 9 prédios e a inauguração está prevista para 2023. O local deverá gerar 5.000 empregos diretos. O complexo será responsável por toda produção de vacinas da Fiocruz, inclusive a de covid-19, quando esta for aprovada.

Categoria(s): Social.

Cantora Adriana Calcanhotto doa direitos de música para família do menino Miguel

A Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) criou o Instituto Menino Miguel, em homenagem à criança de 5 anos que morreu após cair de um prédio, ao ser abandonada pela patroa da mãe no elevador de um prédio de luxo, no Centro do Recife (PE).

O órgão tem como objetivo unir iniciativas relacionadas ao cuidado com a vida, da infância ao envelhecimento, além de se aproximar da promoção da justiça social e dos direitos humanos.

Como forma de apoio, a cantora e compositora Adriana Calcanhotto doou os direitos autorais da música Dois de Junho, que compôs durante a quarentena, ao instituto (veja a letra abaixo).

O clipe da música será lançado nesta sexta-feira (18/09), e, segundo a UFRPE, “fortalece a luta pela justiça por Miguel e pelo cuidado com a vida de meninos e meninas do nosso país”.

O instituto, que está com a inauguração prevista para outubro, abrigará inicialmente a Escola de Conselhos de Pernambuco, o Núcleo do Cuidado Humano, o Núcleo do Envelhecimento e o Observatório da Família, estruturas já existentes na UFRPE que se unem para o desenvolvimento de pesquisas, projetos e políticas voltadas ao bem-estar e à qualidade de vida. Todo o processo conta com a participação da mãe do Miguel, Mirtes Renata de Souza.

“Pretendemos manter juntos, em uma ação orgânica e sistêmica da UFRPE, os quatro núcleos que têm como objetivo o acolhimento do ser humano desde a infância até o processo de envelhecimento”, ressalta o reitor da Universidade, professor Marcelo Carneiro Leão, em nota. Posteriormente, outras ações serão incorporadas.

Para o coordenador do Instituto Menino Miguel, professor Humberto Miranda, a entidade possibilita que a universidade esteja ainda mais perto das causas populares, além de manter viva a memória de Miguel Otávio. “Essa memória não deve ser apagada, pois, assim como Miguel, Mirtes e Marta, há outras crianças, mães e avós que precisam ser escutadas. Dessa forma, Miguel vive”, enfatiza.

Confira a letra da música Dois de junho, composta por Adriana Calcanhotto em homenagem a Miguel:

Categoria(s): Nacional.

Depois de dá à luz a 14 filhos homens, nasce a primeira filha de Chitão e Juci

Depois de dá à luz a 14 filhos todos do sexo masculino e registrados com a letra inicial R,  a super mamãe Jucicleide Peixoto, 38 anos, fechou o ciclo com o nascimento de uma menina.

A primeira do sexo feminino foi também a primeira que nasceu de parto cesárea no início da tarde desta quinta-feira, 17, no Hospital Português – Unidade Municipal de Conceição do Coité o que possibilitou a equipe médica realizar a ligadura das trompas para não permitir que haja mais gravidez.

Assim como os outros partos normais, o cesárea foi tranquilo e a garotinha para não fugir a regra vai ser registrada também com a letra R na inicial do nome, Raiane que se junta a Robson, Reinan, Rauan, Rubem, Rivaldo, Ruan, Ramon, Rincon, Riquelme, Ramirez, Railson, Rafael, Ronaldo e Rodrigo, esse último para homenagear o apresentador da Record Rodrigo Faro que levou a família para seu programa.

Segundo Irineu de Jesus. 44 anos, patriarca da família, todos os nomes dos meninos foi escolha dele, Ronaldo foi uma escolha numa enquete no CN e deixou com Juci a escolha do nome da menina que terá um quarto exclusivo pra ela e todo decorado em rosa.

Categoria(s): Social.

Kairo Amaral, repórter da Globo, morre aos 24 anos

O jornalista Kairo Amaral, que atuava como correspondente da Rede Clube, afiliada da Rede Globo no Piauí, morreu aos 24 anos.

O repórter lutava contra um câncer e estava de licença médica há pouco mais de um ano. Antes de realizar as últimas quimioterapias, Kairo complicações nos rins e seu quadro de saúde agravou.

Categoria(s): Nacional.

Governo deixa de pagar auxílio emergencial para 3 milhões de beneficiários

Quase três milhões de beneficiários do Bolsa Família vão deixar de receber o auxílio emergencial pago na pandemia de coronavírus. Esses cidadãos ficarão sem as parcelas adicionais de R$ 300, liberadas até dezembro.

Segundo dados obtidos pela reportagem, no início do pagamento do benefício, quando a renda por família que se enquadrava nas regras do auxílio era de R$ 600, podendo chegar a R$ 1.200 para mães chefes de família, 19,2 milhões de cidadãos que fazem parte do Bolsa Família receberam a renda. Eles fazem parte de um total de 13,5 famílias, que representam 95% dos beneficiários no programa.

Agora, conforme calendário de pagamento divulgado pela Caixa nesta quinta-feira, o auxílio de R$ 300 (o valor é de R$ 600 para as mães chefes de família) cairá na conta de 16,3 milhões de cidadãos. Eles fazem parte de 12,6 milhões de famílias atendidas no programa.

Com o corte, o governo deve economizar cerca de R$ 11 bilhões, segundo os dados. O motivo é que, além de diminuir pela metade o valor do auxílio, de R$ 600 para R$ 300, ou de R$ 1.200 para R$ 600, no caso das mães chefes de família, quem volta a receber somente a renda do programa tem direito a um valor médio de R$ 164,13.

Em nota, o Ministério da Cidadania afirmou que “a diferença é decorrente dos cancelamentos e bloqueios realizados em benefícios com indícios de descumprimento dos critérios legais de elegibilidade ao Auxílio Emergencial por recomendação da Controladoria-Geral da União (CGU)”.

O órgão disse ainda que “no mês de agosto de 2020, o Bolsa Família beneficiou a 14,28 milhões de famílias. No mês de setembro, o programa chega a mais de 14,27 milhões de famílias”. É preciso lembrar, no entanto, que as 14 milhões de família são a totalidade do programa. Desse total, 95% recebiam auxílio emergencial.

Nesta quinta (17), tiveram início os pagamentos do auxílio para quem é do Bolsa Família. A renda é liberada conforme o final do NIS (Número de Identificação Social). Os trabalhadores fizeram, novamente, fila na porta da Caixa em busca do benefício, na zona leste de SP.

Ao todo, 1,6 milhão de beneficiários pôde sacar os valores. Nesta sexta (18), será paga mais uma parcela a 1,6 milhão. O pagamento retorna na segunda. Veja o calendário abaixo.

Final NIS Data do pagamento
1 17 de setembro
2 18 de setembro
3 21 de setembro
4 22 de setembro
5 23 de setembro
6 24 de setembro
7 25 de setembro
8 28 de setembro
9 29 de setembro
0 30 de setembro

Categoria(s): Social.