Jorge Solla se indigna após Bolsonaro vetar projeto que ajudaria mulheres de baixa renda: “É uma maneira de retirar a dignidade dessas mulheres”

Nesta sexta-feira (8), as palavras de um parlamentar continuaram ecoando nas redes sociais. Ele trouxe à tona o projeto visava ajudar mulheres de baixa renda de todo o Brasil em um aspecto muito importante da vida feminina, mas que foi vetado pelo presidente.

Em momentos de crise, nos quais muitas famílias de baixa renda estão priorizando a alimentação básica, itens como o absorvente acabam ficando em segundo plano. Por conta disso, um Projeto de Lei que visava a distribuição gratuita de absorventes para estudantes baixa renda de escolas públicas e mulheres em situação de rua ou de vulnerabilidade extrema foi colocado em pauta. Contudo, acabou vetado pelo presidente Jair Bolsonaro. Então, diante disso o deputado federal Jorge Solla (PT) se indignou. Nas redes sociais, Solla fez duras críticas e escreveu:

“BOLSONARO ODEIA AS MULHERES- Bolsonaro vetou na manhã desta quinta-feira, 7, o Projeto de Lei de autoria do PT – Partido dos Trabalhadores , que previa a distribuição gratuita de absorvente para estudantes de baixa renda de escolas públicas e mulheres em situação de rua ou de vulnerabilidade extrema. A pobreza menstrual é uma maneira cruel de retirar a dignidade dessas mulheres, e um programa como este custa tão pouco! Nós vamos lutar pra derrubar esse veto. Se o presidente não tem compostura, o Congresso precisa usar seu poder constitucional pra virar lei um projeto tão importante.”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: