Jair Bolsonaro diz que vai vetar auxílio emergencial extra de R$ 600

Na última quinta-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que irá vetar eventual decisão do Congresso Nacional de elevar de R$ 300 para R$ 600, duas parcelas a mais que serão pagas, caso ocorra esse aumento no valor.

“Na Câmara por exemplo, vamos supor que chegue uma proposta de duas [parcelas extras] de R$ 300. Se a Câmara quiser passar para R$ 400, R$ 500, ou voltar para R$ 600, qual vai ser a decisão minha? Para que o Brasil não quebre? Se pagar mais duas de R$ 600, vamos ter uma dívida cada vez mais impagável. É o veto”, disse o presidente em live nas redes sociais.

Na última terça (9), Paulo Guedes, Ministro da Economia, havia confirmado que o governo vai pagar mais duas parcelas, porém com o valor reduzido. Muitos deputados e senadores tem indicado intenção de pedir um aumento no valor.

Caso isso ocorra, o presidente deve vetar a medida, mas pode ser derrubada por deputados e senadores, que têm a palavra final. É preciso apoio de pelo menos metade deles em uma Sessão do Senado para isso ocorrer.

Categoria(s): Politica.

Comente: