Casal que havia perdido a guarda do filho adotivo anuncia que recebeu a criança de volta e desabafa: “agradecer primeiramente a Deus”

Após o susto de terem sua adoção interrompida, Gabriela Fernandes Moreira, 23, e Thallys Lima, 28, casal de Tianguá, publicou em suas redes sociais que terão seu filho adotivo de volta. Assim, eles anunciaram as boas novas na noite dessa sexta-feira (18).

O caso veio à tona na quarta-feira (16) quando o casal viralizou após ter sua adoção de uma criança interrompida.  Assim, o caso tomou proporções nacionais e diversas pessoas nas redes sociais se mobilizaram a favor do casal.

A Associação Cearense de Magistrados (ACM) e Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) se posicionaram e afirmaram que o processo inicial de adoção era ilegal. Assim, o casal se mobilizou na tentativa de conseguir a criança de volta.

A justiça alegou que a criança foi adotada ilegalmente, uma vez que a justiça havia autorizado ao casal de adotantes somente o “fortalecimento de vínculos” com a criança. Esse processo permite que o casal apenas visitasse o bebê no abrigo, na tentativa de criar vínculos com a criança.

Porém, após a repercussão, eles conseguiram a guarda da criança de volta. Por meio do Instagram eles agradeceram ao MPCE, judiciário de Tianguá e abrigo “Espaço Vida” e anunciaram que o bebê havia retornado ao seu lar. Além disso, o Ministério Público investiga se houve irregularidades cometidas pela coordenação do “Espaço Vida”.

“A gente veio aqui agradecer primeiramente a Deus. Tudo na vida da gente é Deus. Segundo, a gente quer agradecer aos casais que se sensibilizaram com a nossa situação, foi uma peça-chave pra gente estar com o nosso filho hoje”, comentou Thallys.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: