Taxa de ocupação de leitos de UTIs cai para 75% em Salvador

Na última terça-feira (14), a taxa de ocupação dos leitos de UTIs destinados aos pacientes infectados com coronavírus estava em 78%. Neste domingo (19), o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou que esse índice caiu para 75% na capital baiana, o que possibilita que a Fase 1 seja colocada em prática.

De acordo com o plano elaborado pela gestão municipal e o Governo do Estado para a retomada gradual das atividades voltadas para a economia, é necessário que a taxa de 75% permaneça constante por cinco dias consecutivos. Caso isso aconteça, além de shoppings e templos religiosos, comércio de rua acima de 200 m² e Drive-in também poderão ser reabertos.

“A taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com Covid-19 caiu para 75% em Salvador na noite deste domingo (19), percentual que projeta a abertura da primeira fase da retomada das atividades econômicas”, informa Neto.

“Esse resultado é consequência direta do enorme esforço feito pela Prefeitura na construção de hospitais de campanha, contratação de profissionais e de novos leitos na rede privada e, principalmente, por colocarmos a vida das pessoas sempre em primeiro lugar”, esclarece.

A Fase 2 se caracteriza pela queda de 70% na taxa de ocupação de leitos. Nessa fase, poderão ser reabertos bares, restaurantes, lanchonetes, academias de ginástica, barbearias, salões de beleza, centros culturais, museus e galerias de arte.

Já a Fase 3, o índice precisa chegar em 60%, para que parques de diversões, parques temáticos, teatros, cinemas, clubes esportivos, centro de eventos, Centro de Convenções, casas de espetáculos, clubes sociais e clubes recreativos sejam reabertos.

Categoria(s): Regional.

Comente: