Após sair para brincar, menina é encontrada sem vida dentro de caixa e padrasto confessa tudo

Nesta sexta-feira(18) uma história revoltante veio à tona. Após uma menina de 5 anos desaparecer, ela foi encontrada sem vida dentro de uma caixa. Então, alguém muito próximo dela confessou o que fez.

Tudo começou na última quinta, quando a menina Maria Clara Calixto Nascimento, de 5 anos, saiu para brincar e desapareceu em Hortolândia, interior de São Paulo. A menina teria ido até a casa de uma vizinha, mas simplesmente sumiu, deixando todos preocupados. Contudo, na manhã desta sexta-feira, Maria Clara apareceu, mas infelizmente já estava sem vida.

A menina foi encontrada num terreno, dentro de uma caixa de papelão. Amigos e familiares que estavam fazendo buscas desde o desaparecimento acabaram achando Maria depois de adentrar ao terreno. Informações preliminares dão conta de que a vítima sofreu abuso e também apresentava marcas de estrangulamento. Então, o padrasto da menina, que antes havia dito não saber sobre o paradeiro dela, acabou capturado pelos agentes, que suspeitaram do comportamento dele. Inclusive, quando as autoridades o localizaram, ele já estava em Campinas. Mas não é só isso.

Ao ser detido, o homem confessou tudo. Além disso, o acusado já tinha passagens por estupro e já estava planejando fugir para outras cidades. Pessoas foram até a delegacia onde o homem foi preso, e tentaram chegar até o acusado, gerando uma grande confusão. Até bombas de fumaça foram jogadas no local. Agora, as autoridades investigam como tudo aconteceu e o padrasto deve retornar ao sistema prisional.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Nacional.

Enquanto a mãe dormia, padrasto joga menina de 3 anos na piscina e finge não ver ela se afogar

Uma história complicada tomou conta das redes nesse sábado (28). Um padrasto acabou tirando a vida da filha da companheira após jogá-la insistentemente na piscina. Mas afinal, o que aconteceu?

Aproveitando que a mãe da menina dormia, o padrasto foi com a criança, de 3 anos, para a piscina e jogou ela na água diversas vezes. De acordo com o portal Mirror, a menina não sabia nadar, mas mesmo assim o homem continuou jogando-a na água. Tudo foi registrado pelo circuito de câmeras do hotel onde a família estava, no México. Além disso, em diversos momentos o padrasto agiu com crueldade.

Logo depois de jogar a menina na água novamente, ele segura ela pelos cabelos, mantendo-a submersa. Em outro momento ele joga uma boia para a menina, como se fingisse ajudá-la. Entretanto, ela já estava cansada de se debater para respirar e não consegue pegar a boia. Mesmo percebendo a luta da garota para sobreviver, o homem simplesmente observa a situação, sem tomar qualquer atitude para salvá-la. Mas não é só isso.

As imagens do caso foram avaliadas no julgamento e o homem ainda tentou se defender. Segundo ele, a criança teria morrido do lado de fora da piscina e não dentro. Todavia, a Justiça obviamente não acatou essa desculpa, que é bem descabida. Então, ele foi condenado a mais de 100 anos de prisão e já está no sistema prisional.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Nacional.