Rapaz se torna viúvo aos 25 anos após esposa de 19 não resistir a procedimento de cesariana

Uma caso difícil tomou as redes nesta segunda-feira (18). A morte precoce da jovem Ana Karolina Fonseca, de 19 anos, após dar à luz sua segunda filha em Bertioga, no litoral de São Paulo, ainda é um mistério. Ana veio a óbito na madrugada da última quarta-feira (13) e o Hospital Municipal divulgou uma nota que afirma que Ana teve uma “séria complicação” após o parto, sem divulgar mais explicações.

Clebson da Silva Sousa, de 25 anos e viúvo, contou ao portal G1 que pessoas próximas ao casal não acreditam ainda no que aconteceu. “O histórico médico dela era impecável. Saudável. Estamos muito abalados”, contou Clebson por telefone nessa sexta-feira (15).

“Só voltamos ao hospital [depois da morte dela] para buscar minha filha, mas vou tomar todas as medidas cabíveis para descobrir o que aconteceu. Não vou deixar isso passar em branco, para que nenhuma outra família precise passar por isso”, contou Clebson.

A jovem que já tinha uma filha de 3 anos e estava na 41ª semana de gestação, fez todo o acompanhamento pré-natal sem maiores problemas além de não ter sido alertada por profissionais sobre estar em uma gravidez de risco, informou Clebson. O viúvo ainda chegou a ver Ana novamente, após o parto, quando estava na enfermaria. “Ela disse que estava um pouco tonta e enjoada, vomitando um pouco. A barriga dela estava sangrando, também”. Clebson contou que uma enfermeira disse que o sangramento era normal.

“Ela conversava comigo, brincava e falava sobre a nossa filha”, contou. “Foi a última vez que a vi com vida”. Estava anoitecendo quando a mãe de Ana chegou à maternidade para revezar com Clebson a companhia à Ana e para que ele pudesse descansar. Às 20h, a mãe de Ana ligou pra Clebson muito preocupada. “Ela me ligou e disse que a Karol estava sangrando muito, e com a boca roxa”, relembra. Diante do problema iminente, um médico foi chamado. “O médico levou ela para o centro cirúrgico imediatamente. Disseram que tentaram conter o sangramento, e que a última tentativa de salvá-la seria tirar o útero dela”, contou Clebson.

A jovem resistiu a cirurgia de retirada do órgão e ficou intubada em seguida. Entretanto, a família foi avisada do falecimento da jovem no início da madrugada de quarta-feira, por volta da 0h. Ana parecia estar saudável até a cesária ser realizada e Clebson busca entender o que pode ter acontecido. O viúvo registrou um boletim de ocorrência, em razão da morte misteriosa da esposa, na Delegacia Sede de Bertioga. Clebson procurou um advogado para ter conhecimento sobre trâmites legais em casos deste tipo.

O Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS), responsável pela gestão do Hospital Municipal de Bertioga, divulgou uma nota em que afirma que Ana Karolina Fonseca teve uma séria complicação pós-parto e, apesar dos esforços da equipe médica ela não resistiu. Informou ainda que o bebê passa bem, e que os familiares receberam todas as informações sobre o caso. “Em nome de toda a equipe de médicos, enfermeiras e colaboradores, o HMB se solidariza com a família de Ana Karolina Fonseca”, concluiu.

Clebson e Ana foram ao Hospital Municipal de Bertioga para que a jovem fosse internada, e a cesárea realizada. Fez os exames necessários e não foram encontradas alterações significativas e após algumas horas Ana foi levada à sala de cirurgia.“Assisti ao parto, foi tranquilo. Assim que tiraram o bebê dela, ela estava bem, disse que estava tudo certo”, disse Clebson.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Mesmo com a rua cheia, moça é morta por atirador em meio a multidão

Um caso difícil continua repercutindo neste domingo (17). A jovem Lara Gabrielly Xavier, de 18 anos, foi morta a tiros no centro de Mozarlândia, no noroeste de Goiás, a 301 quilômetros de Goiânia. Informações da Polícia Civil apontam que Lara foi morta por um atirador em meio a uma multidão, na noite dessa sexta-feira (15). O crime aconteceu em frente a uma movimentada sorveteria e uma lan house, e a polícia trabalha com a hipótese de feminicídio. Após ter cometido o crime, o suspeito fugiu do local.

Segundo a Polícia Civil, o acusado de ter cometido o crime foi identificado como Lucas Rodrigues Liberato, que pode ser namorado ou ex da vítima, de acordo com investigações preliminares. O óbito da jovem foi confirmado ainda no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu). O corpo de Lara foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML), que esteve no local do crime.

De acordo com relatos de testemunhas à polícia, um jovem chegou em um veículo prata até o local onde a vítima estava, efetuou disparos de arma de fogo em sua direção e em seguida fugiu. A polícia realiza buscas para capturar o suspeito e tenta descobrir se ele e a vítima tinham se desentendido momentos antes do crime: “As imagens serão vistas e testemunhas serão ouvidas para entender exatamente o contexto dos fatos”, afirmou o delegado Ricardo Ramos.

A Polícia Civil tem intensificado as buscas ao suspeito que pode ser um namorado ou ex da vítima. Relatos de testemunhas apontam com autor dos disparos Lucas Rodrigues Liberato, de 22 anos, que está sendo procurado pela polícia. A vítima e o suspeito aparecem em fotos publicadas nas redes sociais. Lara Gabrielly Xavier deixa uma filha bebê.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Namorada de advogado conceituado morre após ser baleada em apartamento: “Estavam juntos há 2 anos”

Depois de 2 anos de namoro com um advogado, uma moça teve a vida interrompida subitamente neste domingo (17). Por conta do ocorrido, agentes se mobilizaram rapidamente para localizar o homem a tempo.

Aos 21 anos, Kezia Stefany da Silva Ribeiro foi morta num apartamento do prédio Terrazzo Rio Vermelho, na Rua Barro Vermelho, em Salvador. De acordo com informações preliminares, ela teria sido baleada e o suspeito é o homem com quem ela mantinha um relacionamento já há 2 anos. Trata-se do advogado criminalista José Luiz de Britto Meira Júnior, que seria bastante conceituado na região. Os policiais foram acionados depois que moradores da região ouviram os sons dos disparos.

“Na emergência, os policiais militares souberam que a vítima não resistiu aos ferimentos e realizaram buscas na região à procura do indivíduo, mas constataram que ele já não mais se encontrava no local.” Afirmou a nota da Polícia. Diante disso, a equipe se mobilizou para localizar o principal suspeito no caso, que é justamente o então namorado dela.

Segundo relatos, o suspeito teria levado Kezia ao hospital depois dos disparos e logo em seguida fugiu, deixando-a na unidade. Após diligências, descobriu-se que o advogado estava escondido no bairro da Pituba. Ele havia ido até a casa de um parente para se esconder. Contudo, a equipe agiu rápido e conseguiu prendê-lo no local. Até o momento ainda não foram divulgadas as possíveis motivações que levaram ao ocorrido.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Mulher acusada de encomendar a morte do marido após descobrir triângulo amoroso é solta pela justiça

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (14). A mulher que encomendou a morte do próprio companheiro após descobrir um triângulo amoroso, foi solta nessa segunda-feira (11) pela Justiça de Canindé, Ceará. A acusada Maria Aparecida Barroso, de 36 anos, está em liberdade provisória e não fará uso de tornozeleira eletrônica fora da prisão.

Maria Aparecida cometeu o crime de tentativa de homicídio após ter descoberto que o companheiro Jaelson Oliveira, de 39 anos, mantinha um relacionamento amoroso com a filha de 20 anos e com o genro, Herilson da Silva Lopes, de 26 anos. Na ação, as vítimas foram atingidas por disparos de arma de fogo na porta de casa por dois suspeitos. Pai e filha foram atingidos pelos disparos de arma de fogo e encaminhados para um hospital da cidade.

A polícia já concluiu o inquérito que mostra que Maria Aparecida foi a responsável por planejar os crimes. Jaelson é investigado pelas autoridades que procuram saber se houve crime de estupro contra a filha e outros adolescentes. O advogado de Maria Aparecida aguarda a denúncia do Ministério Público.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.