‘A gente se encontra no céu’, diz Jornalista ao lamentar a morte do marido

A jornalista Ana Luiza Guimarães usou o seu perfil no Instagram para compartilhar com os seus seguidores o momento triste que está enfrentando em razão da morte de seu marido, Dô Figueira. Ana Luiza já esteve na bancada do “Jornal Nacional” e apresenta o “RJ2” na Rede Globo.

“O amor da minha vida foi embora. Vou te amar pra sempre meu Zuzi. Descansa, meu lindo. A gente se encontra no céu” .

O marido da jornalista, Dô Figueira, apelido de Rodolpho Figueira de Mello, teve dois mandatos como presidente da Federação Equestre do Estado do Rio de Janeiro (FEERJ). A instituição divulgou um comunicado lamentando a morte de Dô Figueira.

A jornalista postou uma foto com o marido no Instagram e colegas de profissão fizeram comentários lamentando a perda. Rodrigo Bocardi comentou: “Nossos sentimentos, nosso desejo de muita força pra vocês!”.

A apresentadora Fátima Bernardes escreveu: “Luli, sinto muito. Que você receba muito amor pra enfrentar esse momento difícil”. Patrícia Poeta desejou seus pêsames à colega de casa: “Luli, querida, meus profundos sentimentos. Um abraço bem apertado”.

Ana Luiza Guimarães vinha postando fotos com o marido nos últimos dias com a intenção de relembrar momentos importantes da vida do casal, como uma viagem que os dois fizeram à Itália.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

“Não tinha salário”; Glória Maria revela que trabalhou de graça no início da carreira na Globo

A jornalista Glória Maria falou sobre o início de sua carreira na Globo, em entrevista ao podcast Mano a Mano. Glória Maria contou que tinha 16 anos na época, e que uma amiga, que trabalhava como secretária na emissora, lhe ofereceu a oportunidade de estágio na área de Jornalismo. A vaga era sem remuneração, para a surpresa de Glória Maria.

“Tenho uma amiga chamada Tânia. Nós éramos as mais pobres da escola [risos] Somos amigas até hoje. Ela era secretária da tesouraria, e um dia ofereceram uma vaga pra ela no Jornalismo. Mas não tinha salário, era um estágio sem receber. Não tinha outra pessoa que não quisesse ganhar dinheiro”, contou a jornalista, em entrevista ao podcast Mano a Mano, de Mano Brown.

Segundo a jornalista, na época de sua estreia na Globo, em 1970, sua rotina acontecia da seguinte forma: de manhã, ia para a Globo; à tarde, estudava; e na parte da noite trabalhava como telefonista. Glória Maria ganhava o equivalente a R$ 500 mensais trabalhando no segundo emprego.

“Eu era a Mulher Maravilha. Nunca tive tempo de curtir, de casar, de nada. Eu só trabalhei e era feliz assim. […] Enquanto eu estava trabalhando, esquecia todos os problemas da minha família, que eram muitos”, contou.

A jornalista Glória Maria fez críticas as novas gerações por “fazerem história” em tudo. Glória Maria afirmou que tem estado cansada por contar suas vitórias na carreira: “Eu não tive tempo de pensar que eu fui a primeira. […] Essa vaidade me cansa. Nunca fui de falar, sempre fui de fazer”.

Quando iniciou como estagiária na emissora, o diploma de Jornalismo não era necessário para o exercício da profissão. A jornalista atribuiu ao talento e à dedicação, suas conquistas.

“Eu tive sorte de chegar em uma época que o talento valia alguma coisa. Sempre fui respeitada como ser humano. Tive a chance de crescer sem ter uma família rica, um marido poderoso… Vim do nada e estou aqui até hoje. A TV Globo nunca me fez favor nenhum. Eu não devo nada a ela [emissora]. O que a emissora investiu em mim, eu dou de volta: audiência e credibilidade”, comentou.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

Morre no Rio o jornalista e escritor Artur Xexéo vítima de linfoma

Uma triste notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (28).O jornalista e escritor Artur Xexéo, 69 anos, morreu em decorrência de um linfoma, no Rio de Janeiro. Segundo informações, Xexéo estava internado na Clínica São Vicente, na Zona Sul da cidade fluminense se tratando de um linfoma descoberto há alguns dias.

O jornalista havia recebido o diagnóstico há duas semanas e na última quinta-feira tinha começado a quimioterapia, porém o escritor teve uma parada cardiorrespiratória o que piorou o seu estado de saúde e veio a falecer neste domingo.

Xexéo foi comentarista da GloboNews, além de colunista do jornal ‘‘O Globo’’. Desde 2015 participava da transmissão do Oscar na Globo. Artur Xexéo também trabalhou na revista ‘‘Veja’’, ‘‘Jornal do Brasil’’ e Rádio CBN.

O escritor se aventurou no mundo da comunicação e construiu toda uma carreira como também passeou pelo mundo da literatura. O escritor tem obras literárias como “Janete Clair: a usineira de sonhos”, “O torcedor acidental” e “Hebe, a biografia”. 

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Jornalista da Record é demitida e ela alega machismo: “Queriam me transformar em outra pessoa”

Uma notícia está sendo destaque nesta quarta-feira (26). A Rede Record foi bastante criticada nas redes sociais após a jornalista Mariana Martins, da Recorde em Goiás, expor a sua demissão, que segundo ela, foi depois de várias “situações de constrangimento”, pressão psicológica e para que ela mudasse o jeito de ser, de se vestir e de se comportar nas redes sociais.

“A pressão pela audiência não pode maltratar e nem coagir o funcionário. Eu vivi várias situações de constrangimento em que deixaram claro para mim que queriam me transformar em outra pessoa, numa pessoa que eu não sou. As situações de constrangimento, preconceito e machismo foram inúmeras”, disse ela.

Mariana foi contratada pela Record em 2019 e trabalhava na edição da manhã do Balanço Geral. De acordo com ela, por conta da perda de audiência, vinha sofrendo todas essas pressões, que era mais como uma pressão pessoal, do que profissional, por parte dos funcionários da emissora, exemplificando com uma reunião no último dia 04, na qual foram expostas imagens das suas redes sociais para todos na sala como forma de lhe atacar.

“Colocaram nessa reunião várias fotos das minhas redes sociais, me constrangendo de uma forma absurda. Colocaram fotos minhas de biquíni, fotos minhas de viagem, dizendo que eu tinha que me transformar, que eu tinha que transformar o meu Instagram em outro para falar a língua desse público, para chamar as pessoas, porque estava tudo muito bonito. Eu tinha que ser outra. Eu cheguei a ouvir de uma gerente, que é mulher, que o meu jeito de andar não era o certo, que ela achava que eu sensualizava um pouco na hora de falar”

“O público não vai assistir ao jornal porque a Mariana está usando a calça feia ou bonita, justa ou larga. O que fideliza o público é ele ver a denúncia dele no ar, ele ver um jornalismo imparcial”, completou.

Marina foi demitida na manhã de ontem e, segundo ela, não foi apresentado nenhum motivo, mas que ela sabia quais eram.

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Artistas.