Influenciador digital brasileiro é encontrado sem vida em seu apartamento na Califórnia

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta sexta-feira (6). O influenciador brasileiro Anderson Sodre, de 26 anos, popularmente conhecido como Ander Jackson, foi achado sem vida em seu apartamento em São Francisco, Califórnia. O jovem era natural de Sorocaba, São Paulo, e conseguiu seus mais de 115 mil seguidores compartilhando covers de músicas e vídeos de humor. Em 2020, Anderson denunciou um caso de racismo, ao ser expulso da residência onde morava, na cidade de Orono.

Anderson Sodre estava morando nos EUA desde dezembro de 2018 com o objetivo de participar de um programa para cuidar de crianças. A família do influenciador brasileiro soube de sua morte por intermédio de uma amiga do jovem que soube do ocorrido e entrou em contato com as autoridades. O motivo da morte do jovem ainda está sendo investigado.

O trabalho da família do jovem agora tem se intensificado no sentido de trazer o corpo do influenciador para o Brasil. O Itamaraty informou por meio de nota que o Consulado Geral do Brasil, em São Francisco ‘está à disposição para prestar a assistência cabível aos familiares do brasileiro, respeitando-se os tratados internacionais vigentes e a legislação local.’

Em entrevista ao G1, Ander disse que viveu com uma família na cidade de Orono, próxima a Minneapolis, e que era obrigado a manter a limpeza no local.‘‘ Eu não tinha ninguém pra conversar, muito menos brasileiro. Eu sabia que algo estava errado e eu comecei expor a eles sobre a situação. Eles disseram que mudariam a posição, mas nada aconteceu’’, disse.

O influenciador ainda disse que o racismo ficou claro quando a família se negou a levá-lo a um passeio com amigos conhecidos.‘‘ Um dia foram para a casa de um amigo para jantar. Não queriam me falar e eu aprendi que foi pela cor da minha pele, porque todos eram brancos. Era uma família sem amizade com nenhum negro, nunca vi foto nem nada’’, contou.

O rompimento da relação com a família aconteceu após Ander ter os seus horários de folga controlados e realizar atividades fora da sua responsabilidade. Passou a morar em outra região, fazendo entrega de alimentos e dividia o aluguel do local onde morava com amigos da Califórnia.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Influenciador Wesley Pessano é morto a tiros dentro de carro de luxo no Rio de Janeiro; passageiro do banco carona também foi atingido

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quinta-feira (5). A morte do influenciador digital Wesley Pessano Santarém, 19 anos, está intrigando a polícia. O homem foi morto na tarde dessa quarta-feira (4), em São Pedro da Aldeia, no Rio de Janeiro, e de acordo com testemunhas, Wesley ia cortar o cabelo quando foi emparelhado por outro veículo e baleado em um Porsche Boxster vermelho. Estas informações são do jornal O Globo.

O influenciador era natural do Rio Grande do Sul e teria se mudado para Cabo Frio há aproximadamente um ano. Um passageiro que estava no banco carona também foi atingido pelos disparos e encaminhado para uma unidade de saúde. Ainda não há informações sobre a identidade do homem e o seu estado de saúde atual.

De acordo com a polícia, Wesley foi atingido por quatro tiros sendo que um foi na cabeça. O corpo de influenciador foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Cabo Frio, onde passará por perícia.

A polícia não descarta nenhuma linha de investigação, até mesmo tentativa de roubo comum, já que o veículo que Wesley estava é avaliado em mais de R$ 440 mil. Nenhum pertence foi levado na ação.

“Ainda é muito prematuro. As linhas de investigação dependem de vários fatos, das circunstâncias. Ainda falta a oitiva da testemunha, a pessoa que presenciou o fato, foi alvejada e sobreviveu. Existe a possibilidade de ter sido simplesmente um roubo, por ser um carro de luxo dentro de uma comunidade”, afirmou o delegado titular da 125ª DP, Milton Siqueira Junior.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.