“Essa doença matou meu filho em quatro dias”, diz mãe de Digital Influencer que morreu aos 36 anos com sintomas da Covid-19

Uma triste notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (08). A digital influencer e produtora Danny Rodrigues, de 36 anos, faleceu ontem (07) em Sorocaba com sintomas de Covid-19.

Em entrevista ao G1, a mãe de Danny, a Edilene Scatena, contou que os sintomas da doença começaram há uma semana. Danny foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento do Parque de Laranjeiras em Sorocaba, onde fez o teste de Covid, que ainda não foi divulgado o resultado. Durante esse tempo, ela recebia medicações.

Ontem, a situação dela se agravou. Com febre, coriza e diarreia, a influencer voltou a unidade, mas morreu após sete paradas cardíacas. Leia o que a mãe da jovem contou:

“Na verdade, até agora não saiu o resultado. Ela foi enterrada como (se estivesse com) Covid-19. No atestado de óbito, colocaram insuficiência cardíaca, pressão alta e diabetes, que ele não sabia que tinha. Não sei onde ele pegou. Neste ano, fazia um mês que ela estava voltando ao trabalho. Essa doença matou meu filho em quatro dias.”

Danny, que se identificava como gênero neutro, mas que preferia ser chamada com pronomes femininos, trabalhava promovendo caravanas em programas de TV há 16 anos. O sepultamento aconteceu na madrugada desta segunda-feira no Cemitério Santo Antônio, em Sorocaba, mas provavelmente terá seu corpo transferido para o Cemitério da Saudade, onde há outros familiares enterrados.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Influenciadora morre durante gravação em que encenava um sequestro com os amigos em fazenda

Uma jovem influenciadora de apenas 21 anos acabou perdendo a vida. Tudo começou quando ela gravava uma série de vídeos para uma rede social. Num deles, eles encenavam uma situação de sequestro, e foi neste momento que a situaçãou se agravou.

Conhecida no México e em países vizinhos, a jovem Areline Martínez era uma influenciadora digital que fazia algumas breves filmagens como atriz independente. Então, uma dessas gravações na cidade de Chihuahua acabou se tornando a última da jovem. Enquanto gravavam, Areline interpretava uma pessoa que estava sendo sequestrada. Vendada, a jovem estava ao lado de outras pessoas na mesma situação e de um homem que encenava ser o bandido com uma arma na mão. Contudo, eles não esperavam o que aconteceu em seguida.

A arma usada nas gravações não era cenográfica e tinha munição. Em algum momento da gravação, ela teria disparado e atingido Areline. Percebendo isso, as pessoas fugiram do local. Logo depois, o caseiro da fazenda onde eles estavam encontrou Areline sem vida e chamou a polícia. Areline deixa um filho de 1 ano. As autoridades estão investigando o caso, mas a principal hipótese é de que tenha sido um disparo acidental.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Internacional.