“Ele é vítima do ódio de mal amados hipócritas”, diz Flávio Bolsonaro sobre o pai, que está internado

Após o pai ser internado nesta madrugada (03), o senador Flávio Bolsonaro se manifestou nas redes sociais e afirmou que o pai é tanto “vítima do ódio de um ex-militante do PSol”, como de “mal amados hipócritas”. Flávio se referiu tanto o Adélio Bispo que esfaqueou Bolsonaro em 2018, como as pessoas que desejam a morte do presidente neste momento de internação.

O presidente foi internado na madrugada de hoje no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, e recebeu o diagnostico de suboclusão intestinal, uma nova obstrução resultado da facada que recebeu em 2018.

A Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) informou que ele passa bem e será submetido a exames. Seu filho Flávio Bolsonaro também falou sobre seu estado de saúde.

“Graças a Deus meu pai passa bem! Cada vez que ele passa por isso é impossível não se indignar com a mentira de que Bolsonaro tem discurso de ódio, quando na verdade ele é a vítima do ódio de um ex-militante do PSol e de mal amados hipócritas desejando sua morte”, escreveu o filho zero um do presidente.

Bolsonaro levou a facada em setembro de 2018, durante campanha presidencial. Adélio Bispo segue preso na Penitenciaria Federal de Campo Grande e foi diagnosticado com transtorno mental delirante persistente. Ele foi filiado ao PSol entre 2007 e 2014.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

João Roma vence ACM Neto no segundo turno das eleições, prevê Flávio Bolsonaro

O senador Flávio Bolsonaro (PL), tem buscado apoio do União Brasil à reeleição de Jair Bolsonaro em 2022. Segundo o parlamentar, a dificuldade no apoio está no ex-prefeito de Salvador e secretário-geral do partido, ACM Neto, que segundo o senador, acredita que é capaz de vencer ainda no primeiro turno das eleições, sem Bolsonaro.

Caso não haja acordo, Jair Bolsonaro deve apoiar João Roma (Republicanos), para o governo do estado, em vez do Senado, como é o plano inicial. O senador Flávio Bolsonaro acredita que João Roma tem condições de ganhar de Neto no segundo turno.

“Bolsonaro precisa de palanques 100% firmes e caso João Roma seja nosso candidato ao governo da Bahia acredito que derrota ACM Neto e o tira do segundo turno”, prevê Flávio Bolsonaro.

Flávio mostra acreditar que Bolsonaro vai crescer e Lula cair em relação aos cenários políticos para 2022: “Tem muita gente se pautando só em pesquisas de agora para tomar decisões futuras, sem considerar que Bolsonaro tende a crescer muito até a eleição, em função da expectativa de melhora na economia, da geração de empregos e entregas de programas importantes, como o Auxílio Brasil. E Lula tende a cair pois o debate sobre a roubalheira que afundou o Brasil nos governos do PT ganhará força nas conversas de botequim de novo”.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Politica, Regional.

Durante a CPI, Flavio Bolsonaro cita “Pixuleco” e Humberto Costa se revolta “Tem que falar em pixuleco qui ele lembra do Lula”

Uma notícia está sendo destaque nesta semana. Após o uso do termo “pixulé” acabou gerando confusão durante uma audiência da CPI da Covid.

Durante o depoimento de Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, o uso do termo “pixulé”, ao se referir a recursos não aplicados, fez senadores presentes na audiência se alterarem.

O termo, conhecido por ser usado na Operação Lava Jato para se referir a propina, acabou gerando uma discussão quando, ao questionarem Pazuello se ele estaria fazendo referência a alguém em específico na sua crítica, o senador Flávio Bolsonaro intercalou :

“Tem que falar em pixuleco qui ele lembra do Lula”, disse Flávio.

O alvoroço foi tanto que fez o senador Humberto Costa perder a noção do bom senso e dar seus tradicionais “surtos” e “gritos”

Flávio ainda respondeu o senador:

“Baixa a orelha pra falar comigo! […] Se olhe no espelho!”

Informações e textos do portal Jornal da Cidade Online

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Durante evento em Maceió, Bolsonaro imita atitude de filho Flávio e dispara contra o senador Reinan Calheiros :”Vagabundo, picareta e “traidor”

Uma notícia tem sido destaque nesta quinta-feira (13). Isso porque o presidente Jair Bolsonaro apareceu durante um evento de entregas de casas para famílias carentes em Maceió. O parlamentar aproveitou que estava na cidade natal do relator da CPI da Covid, e fez duras críticas ao senador Renan Calheiros.

Na ocasião, o presidente repetiu a mesma postura do filho, Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e chamou o senador Calheiros de “Vagabundo”, “picareta” e “traidor”.

“Todos temos uma missão nessa Terra. Agradeço a Deus pela minha segunda vida. E também a ele, que pelas mãos de muito de vocês, me colocou à frente do Executivo. Não vai ser fácil, sabemos, porque tem sempre alguém picareta, vagabundo, querendo atrapalhar o trabalho daqueles que produzem. Se Jesus teve um traidor, temos um vagabundo inquirindo pessoas de bem no nosso país. É um crime o que vem acontecendo com essa CPI”, Declarou Bolsonaro, sendo “ovacionado” pelo público presente.

“Um recado que eu tenho para esse indivíduo [Renan Calheiros]. Se quer fazer um show querendo me derrubar, não fará. Somente Deus me tira daquela cadeira”afirmou ele.

Na última quarta-feira (12), aconteceram diversas brigas durante a CPI da Covid, uma delas foi pelo motivo de pedido de prisão emitido pelo senador Renan Calheiros contra o ex-secretário Especial de Comunicação Social da Presidência, Fabio Wajngarten. Sendo assim o senador Flávio Bolsonaro, reagiu ao pedido.

“Há claramente senadores que querem usar a CPI de palanque. Imagina a situação, um cidadão honesto ser preso por um vagabundo como o senador Renan Calheiros”, disse Flávio.

“Vagabundo é você que roubou dinheiro do pessoal do seu gabinete” rebateu Renan Calheiros.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.