Filha de ex-prefeito perde a vida na volta do aniversário da avó: “Um verdadeiro anjo de Deus”

A jovem Mariana Galastri Padro Telles, de apenas 18 anos, perdeu a vida em um acidente quando retornava da casa da avó que comemorava o aniversário. Mariana estava na companhia do irmão na noite do último domingo (13), na região de Brotas, em São Paulo.

A família ainda não tem detalhes do acidente, apenas que o irmão da jovem, o Eduardo, de 20 anos, dirigia o veículo quando perdeu o controle e capotou várias vezes com o carro. Ele sofreu apenas uma luxação no braço, mas se recupera dificilmente por conta da morte da irmã.

O avô da jovem, o Francisco Augusto Prado Telles, contou em entrevista ao G1 como está sendo difícil aceitar a morte da neta. “Se você perguntasse a qualquer avô sobre a neta que acaba de falecer, certamente ouviria que ela era especial, única, linda, inteligente e amorosa. É como todo avô vê sua neta. Contudo, neste caso especial, sou forçado, a bem da verdade, a dizer que ela era especial, não somente para mim, mas como um verdadeiro anjo de Deus”, diz.

“Estamos todos abalados, em especial o irmão, que estava com ela no momento do acidente e era tão próximo dela. Como não se sentir culpado? Esse é o problema humano: julgar a si e julgar os outros. Ele ainda está fragilizado, mas penso que terá forças para superar a perda e conquistar o mundo em homenagem à irmã”, pontua o avô.

Mariana era filha do ex-prefeito de Dois Córregos (SP), Francisco Augusto Prado Telles Júnior e estava cursando jornalismo na Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas (SP). Ela foi enterrada na última segunda-feira (14), no Cemitério Municipal de Dois Córregos.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque.

Com pouco mais de um ano, filha de Tiago Leifert é diagnosticada com câncer raro e apresentador faz alerta: “Muito difícil descobrir”

O apresentador Tiago Leifert surpreendeu seus fãs na manhã deste sábado ao revelar a descoberta de um câncer em sua filha Lua, de 1 ano e 3 meses. Em um vídeo ao lado da esposa, ele contou que a pequena foi diagnosticada com retinoblastoma, tipo raro de tumor nos olhos.

“É um câncer que acontece nas células da retina. Elas acabam tendo um crescimento desordenado e formando tumores. No caso da nossa filha, é bilateral. É muito difícil descobrir esse câncer e é por isso que estamos gravando esse vídeo”, explicou Daiana Garbin, esposa de Tiago.

Garbin também explicou que o apresentador percebeu um movimento estranho no olho da filha e levou ao médico. “A Lua sempre enxergava tudo e a gente nunca imaginou que algo estivesse impedindo a visão dela. Só que o Tiago começou a perceber um movimento estranho no olhinho da Lua”, contou.

A pequena Lua já passa por tratamento há quatro meses, realizando sessões de quimioterapia. Ela está no grau máximo da doença e enxerga pouco com o olho direito, mas consegue enxergar bem com o direito.

O casal também explicou que decidiu fazer o vídeo para alertar as famílias quem tem crianças pequenas. “Depois da última químio, a gente começou a mudar de opinião. Queremos dividir tudo que a gente sabe hoje com você que está cuidando de um bebê. Eu falei pra Dai que o meu sonho era que, em maio do ano passado, eu tivesse acesso a um vídeo de pais falando sobre retinoblastoma”, explica Tiago.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

“Não é porque morreu que virou santo”: Sem falar com o pai desde 2017, filha de Olavo de Carvalho não vai ao enterro

A filha de Olavo de Carvalho, a Heloisa de Carvalho, de 52 anos, afirmou que não irá ao enterro do pai, que morreu na noite de ontem (24). “Não é porque morreu que virou santo”, disse ela.

Heloisa ficou sabendo da morte do pai por meio das redes sociais, depois de ler um post de um “olavete”.
“Não tenho vontade nenhuma de ir [ ao enterro], mesmo se o corpo vier para o Brasil, para os Estados Unidos muito menos”, disse ela ao Metrópoles.

A filha rompeu com Olavo de Carvalho em 2017 e diz não se arrepender. A informação da morte do pai não veio através de nenhuma pessoa próxima ao escritor e acredita que não será procurada por nenhum familiar, pois além de não ter os telefones, é bloqueada em todas as redes sociais.

“Achei a notícia em alguma postagem de ‘olavete’. Claro que minha família, minha família não, meus pais, desculpa a minha família são outras pessoas, iriam me comunicar”, disse.

Heloísa também revela não estar sentindo uma tristeza absurda, apesar de ter chorado durante a madrugada. “Sei bem quem ele era, o mal que ele causou para tanta gente, para mim, para meus irmãos. Não dá para você ficar sofrendo por uma pessoa que não sofreu nem pela morte da própria mãe. Minha vó morreu agonizando chamando o nome dele e nem um telefonema ele deu”.

“Mas também não estou feliz, querendo ou não era meu pai. Eu tive momentos com ele, eu visitava, eu tinha contato, eu rompi em 2017, antes disso foi uma vida com contato com convivência”, finalizou.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

“Não chamei não, eu puxei pelo braço”: Acusado de tirar as vidas de mãe e de filha em Guanambi relata como agiu ao encontrar as duas

Depois de ser encontrado e confessar, o homem descreveu como agiu naquele dia. Ele afirmou que puxou as duas pelo braço

Aos 36 anos, Marco Aurélio da Silva acabou preso depois de ser encontrado escondido dentro de uma casa abandonada. Ele é o principal acusado na morte da mãe e da filha na cidade de Guanambi e confessou o crime. Então, agora veio à tona imagens do acusado prestando depoimento à polícia.

Durante o depoimento, Marco Aurélio relatou como agiu e o que fez com as duas. O acusado afirmou as puxou pelo braço e as levou para um local mais afastado. Em seguida, ele falou sobre a intenção que tinha e revelou que não pretendia tirar a vida delas, contudo, ele também relatou confusão mental no momento em que estava com  as duas. O acusado disse:

“Elas desceram e eu peguei e fui embora, falei: ‘Nossa, não vou fazer isso não’. Chegou lá na frente, eu voltei de novo[…]Eu peguei elas duas e joguei lá para baixo”, disse. “Não chamei não, eu puxei pelo braço[…]Eu fui e mandei elas tirarem as roupas dela porque eu queria [abusar] as duas […]Eu pedi ajuda pra elas e elas falaram que me ajudavam, só que eu fiquei com medo delas me denunciarem[…]Eu não me lembro se foi uma ou se foi outra. Sei que foram as duas. ”

Da Redação do Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.