“Fies bancou até filho de porteiro que zerou vestibular”, afirma Paulo Guedes em reunião sem saber que estava sendo gravado

O ministro da Economia, Paulo Guedes, causou mais uma polêmica após fazer uma declaração forte sobre o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O atual ministro não poupou criticas sobre o programa e afirmou, sem saber que estava sendo gravado sem saber que estava sendo gravado, que o Fies deu bolsas para “todo mundo”, inclusive estudantes que não tinha a “menor capacidade” e “não sabia ler nem escrever”.

Na reunião, que contou com a presença de outros ministros e ocorreu na terça-feira (27/4), Guedes afirmou: “O porteiro do meu prédio, uma vez, virou para mim e falou assim: ‘Seu Paulo, eu estou muito preocupado’. O que houve? ‘Meu filho passou na universidade privada’. Ué, mas está triste por quê? ‘Ele tirou zero na prova. Tirou zero em todas as provas e eu recebi um negócio dizendo: Parabéns, seu filho tirou…’”

Além disso, o ministro afirmou que o programa de financiamentos foi um “Desastre” e “enriqueceu meia dúzia de empresários”.

Nesse contexto, ao descobrir que a reunião estava sendo gravada, o ministro afirmou: “Só não manda para o ar, por favor”.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.