Aos 30 anos, morre o DJ Oliver Jack, ícone das noites de Salvador

O DJ Oliver Dom Jack, ícone conhecido das noites em Salvador, morreu neste sábado (12). A notícia foi lamentada por diversas personalidades baianas e amigos do artista neste sábado (12). Ele lutava contra a Covid-19. Jack foi um dos precursores do tribal/house na cidade, com quase 30 anos de atividade, com boa parte dedicada à cena LGBTQIA+ e aos desfiles de moda.

“Mais uma morte de Covid-19, entre as quase 500 mil vítimas deste governo genocida. Ficam na memória as nossas parcerias em grandes festas e eventos de moda. Oliver Jack era uma DJ moderno e antenado na giração do mundo”, escreveu o jornalista Jamil Moreira Castro, no Instagram. “Eu não quero acreditar. Tá difícil acreditar meu amigo. Arrasada demais”, postou a jornalista Ana Virginia Tourinho, amiga pessoal do DJ.

A promoter Marta Góes também postou uma mensagem na rede social: “Amigo, seu som fez muita gente feliz, jamais te esquecerei, agora você vai embalar as festas lá do céu pois aqui foi um dos mesmo DJs que eu tive o prazer de conhecer”.

“Foram tantas histórias ao longo desses anos, tantos puxões de orelha, aprendizados, sorrisos e abraços. Oliver Jack foi o cara que eu me inspirei pra ser DJ. Foi amor à primeira batida”, homenageou o DJ Felipe Carvalho.

O DJ Telefunksoul foi outro que relembrou a parceria com Oliver Jack. “Hoje perdi mais que um amigo, um confidente musical! Passávamos horas no zap falando sobre cena, música, influências. […] Te amo irmão! Que os Orixás te guiem no infinito!”.

No último dia 15 de maio, o DJ Oliver Jack postou um vídeo em que faz um apelo pelo uso da máscara durante a pandemia.

Com textos e informações do portal BNews

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.