Xuxa critica duramente Bolsonaro e pessoas que criam Fakes News sobre a vacinação: “Desgoverno”

Uma notícia tomou as manchetes na manhã desta terça-feira (12). A apresentadora Xuxa Meneghel, de 57 anos, utilizou sua coluna na revista Vogue no último sábado (9) para fazer um desabafo sobre a vacina.

Ela escreveu em sua coluna críticas ao presidente Bolsonaro por menosprezar a pandemia: “Nosso presidente ri de tudo: do ozônio, tira sarro com o uso de máscaras, chama a pandemia de “gripezinha”, diz que todos um dia vão morrer, não é mesmo”, questionou.

Xuxa ainda focou que o atual presidente está mais preocupado em armar a população e proteger seus filhos de denúncias de corrupção do que lidar com a pandemia.

“A família que não pode ser ‘tocada’, tudo para proteção de seus filhos. Se não há nada a temer porque não deixam revirarem tudo? Por que não cooperam com a PF [Polícia Federal do Brasil]? Pelo contrário, trocam todas as pessoas que são contra seus pensamentos”, pontuou a apresentadora.

“O nosso desgoverno virou piada e chacota no mundo todo, é vergonhoso ver o mundo rir do nosso país. Tem muita gente ainda que diz que o ama e, pasmem, o chamam de ‘mito’, riem das nossas leis… Se falam mal do STF [Supremo Tribunal Federal]… Ou melhor, estão do lado do desgoverno, estão protegidos e nada acontece: não são presos, não pagam pelos seus erros ou crimes… Isso tudo está na cara das pessoas, mas elas não querem ver, não conseguem enxergar, parece que estamos vivendo realmente um filme de terror”

“É inadmissível ouvir que todos vão morrer um dia, tentando justificar o injustificável. Já perdi muitas pessoas perto de mim e não aceito que outras se vão por causa de uma política podre e vergonhosa. Há muito tempo eu fiz uma campanha que dizia: ‘Gotinha, gotinha e tchau tchau paralisia infantil” e hoje eu digo: ‘vacina, vacina e tchau, tchau aos mitos’” , finalizou a apresentadora após duras críticas.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Irmão de Luciano Huck pede “bloqueio” do presidente Jair Bolsonaro e gera discussões nas redes

Nesta segunda-feira (11), um caso gerou repercussão. Isso porque o irmão de um apresentador bastante popular falou sobre o presidente Bolsonaro. Contudo, o que aconteceu?

O irmão do apresentador Luciano Huck, Fernando Grostein, que é cineasta, fez duras críticas ao presidente Bolsonaro. Usando como exemplo o que aconteceu com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, Fernando marcou os perfis das empresas donas das principais redes sociais pedindo o bloqueio do presidente Jair Bolsonaro. Ele escreveu:

“Facebookapp, Twitter  e Instagram por favor façam o mesmo no Brasil. A democracia, os mais vulneráveis, os direitos civis, os direitos humanos e o meio ambiente estão sob ataque no Brasil. Mais de 200 mil pessoas morreram numa pandemia que é agravada por fake news propagada nas suas plataformas.”

Então, mesmo Fernando Grostein não sendo tão conhecido como o irmão, a história ganhou grandes proporções. Nas redes, muitas discussões surgiram e, como sempre, houve a polarização de opiniões. Os críticos gostaram da ideia, mas os apoiadores do presidente teceram duras críticas ao cineasta. Além disso, alguns internautas afirmaram que isso teria alguma relação com a possível, e tão falada, candidatura de Luciano Huck, mas que ainda também não tem confirmação. Até o momento, nenhum representante das grandes redes se manifestou sobre o assunto.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Depois de Bolsonaro detonar William Bonner, Datena quebra o silêncio e desabafa: “Não sou canalha. Respeito minha profissão, respeito meus colegas de trabalho”

Uma grande dicotomia continua repercutindo nesta sexta-feira (8). Então, um querido apresentador e jornalista resolveu tomar uma atitude e quebrou o silêncio. Mas afinal, o que aconteceu?

Durante a semana, o presidente Jair Bolsonaro criticou duramente o jornalista e apresentador William Bonner. Então, José Luiz Datena, também apresentador e jornalista, resolveu se pronunciar. Em tom desapontado, Datena desabafou e mandou um recado para Bolsonaro:

“Pelos erros da esquerda, pela exposição das suas ideias, que muita gente concorda, pela imprensa que divulgou suas ideias, o senhor não pode ficar atacando a imprensa como o senhor ataca, respeite à democracia. Pense bem naquilo que o senhor fala, pois o que o senhor fala hoje tem que ser sustentado amanhã. Não adianta o senhor falar uma bobagem hoje e, no outro dia, colocar na boca da imprensa. Isso não cola mais. O que aconteceu nos Estados Unidos hoje não tem nada a ver com o Brasil.”

Além disso Datena não concordou que um insultou que Bolsonaro fez a Bonner e falou:

“Não aceito o termo ‘canalha’ pra mim. E não aceito o termo ‘canalha’ para a história da imprensa brasileira. Se não fosse a imprensa brasileira, hoje não viveríamos num país democrático. Respeito minha profissão, respeito meus colegas de trabalho. Não sou canalha. Nenhum de nós pode chegar em casa e ser questionado por nossos filhos: ‘O senhor é canalha, papai?’ Eu não sou canalha, não aceito esse termo.” Mas não é só isso.

Veja o que Bolsonaro falou sobre Bonner LEIA MAIS.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Nacional.

Presidente Jair Bolsonaro afirma que vacinação estará à disposição “para quem quiser” ainda no mês de janeiro

O que o presidente Jair Bolsonaro disse continua repercutindo nesta sexta-feira (8). Desta vez, Bolsonaro tocou num assunto de grande expectativa para o povo brasileiro em geral. Mas afinal, o que ele disse?

Enquanto conversava com apoiadores, Bolsonaro falou sobre assunto muito aguardado: a vacinação contra o coronavírus. De acordo com ele, a campanha de vacinação deve começar ainda no mês de janeiro e estará disponível “para quem quiser”. Há um bom tempo, o presidente vem defendendo que a vacinação não aconteça em caráter obrigatório. Ele explicou:

“Ninguém pode obrigar ninguém a tomar algo que você não tem certeza das consequências. Agora, em janeiro vai estar à disposição […] Mas pra quem quiser, em janeiro vai ter. Está prevista a chegada de 2 milhões de doses, agora em janeiro. O pessoal pode tomar, sem problema nenhum.” Mas não é só isso.

Bolsonaro afirmou que o Brasil tem um plano de vacinação único, o que deve agilizar o processo de imunização da população:

“E outra: temos um plano de vacinação, via SUS, que ninguém tem no mundo. Temos aí centenas de salas de vacinação pelo mundo. Não faltam”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Após Bolsonaro falar que o Brasil está quebrado, Paulo Guedes, ministro da economia, retifica o que o presidente quis dizer

As declarações do presidente Jair Bolsonaro seguem repercutindo nesta quarta-feira (6). Após dizer que “o Brasil está quebrado e que ele não pode fazer nada”, Bolsonaro tomou as manchetes. Então, agora o ministro da economia, Paulo Guedes, explicou o que o presidente estava tentando dizer.

Em entrevista ao portal Globo, Paulo Guedes afirmou que as declarações de Bolsonaro se referiam à esfera pública. Além disso, o ministro falou sobre os grandes gastos em virtude da pandemia e explicou que reformas serão necessárias para ajustar a situação financeira do governo:

“Ele está se referindo, evidentemente, à situação do setor público, que está numa situação financeira difícil. Porque, depois dos excessos de gastos cometidos por governos anteriores, quando chegou o primeiro governo falando que vai cortar forte, foi fulminado pela pandemia. Nós estamos reconhecendo a dificuldade da situação, mas decididos a enfrentar. Nós vamos seguir com as reformas estruturais. Foi só isso.” Mas afinal, em qual contexto Bolsonaro fez tais declarações?

Quando afirmou que “o Brasil está quebrado” e que ele “não consegue fazer nada”, Bolsonaro estava falando sobre a alterações na tabela do imposto de renda. Numa promessa que aconteceu em 2018, durante a campanha do presidente, ele afirmou que iria isentar o Imposto de Renda de cidadãos que ganhem até R$5 Mil. Atualmente, o limite para ser isento é de R$ 1.903,98.  Em 2019 ele propôs que esse limite chegasse até R$3 mil, numa tentativa de alcançar a promessa aos poucos.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Morre o jovem pastor Thiago Andrade, aos 36 anos, após ficar internado por 30 dias

Nesta terça-feira (05), um episódio comoveu admiradores e chamou a atenção do público em geral. Isso porque um pastor e ativista político morreu aos 36 anos. Mas afinal, o que aconteceu?

O jovem passor Thiago Andrade, de 36 anos morre no último final de semana, mas a notícia só veio à tona nesta terça. Além de ser um líder religioso, Thiago era militar da reserva e ativista político apoiador do presidente Bolsonaro, integrando o “Movimento São Paulo Conservador.” Ele faleceu após lutar pela vida contra o coronavírus, ficando internado por 30 dias. Mas não é só isso.

Durante a pandemia, Thiago agiu de forma parecida com a do presidente Jair Bolsonaro. Isso porque ele defendeu o uso da ivermectina e da cloroquina na prevenção do coronavírus. Contudo, isso não é comprovado cientificamente. Nas redes sociais, o deputado Eduardo Bolsonaro lamentou a morte do pastor:

“Nossa solidariedade aos familiares do ativista Thiago Andrade do Movimento São Paulo Conservador, falecido nesta madrugada. Agradecemos seus esforços na construção de um Brasil melhor. Que Deus conforte a família.”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Ao falar sobre promessa de campanha, presidente Jair Bolsonaro desabafa: “O Brasil está quebrado, eu não consigo fazer nada”

O presidente Jair Bolsonaro recebeu destaque após fazer um desabafo nesta terça-feira (5). Ao falar sobre a situação atual do Brasil, Bolsanoro também fez críticas. Mas afinal, o que aconteceu?

Enquanto conversava com apoiadores, pouco depois de deixar o Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou que “o Brasil está quebrado” e que ele “não consegue fazer nada”. O presidente estava falando sobre uma alteração no Imposto de Renda, promessa antiga do presidente. Então, Bolsonaro desabafou:

“O Brasil está quebrado. Eu não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela do Imposto de Renda…Teve esse vírus, potencializado pela mídia que nós temos.” Mas não é só isso.

Essa promessa aconteceu em 2018, durante a campanha eleitoral de Bolsonaro. Na época, ele prometeu isentar o Imposto de Renda de cidadãos que ganhem até R$5 Mil. Atualmente, o limite para ser isento é de R$ 1.903,98. Contudo, Bolsonaro parece estar tentando alcançar o prometido aos poucos, pois em 2019 ele propôs que esse limite chegasse até R$3 mil.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Falando sobre a vacina, presidente Jair Bolsonaro afirma que o imunizante já “está a caminho” e apoia o tratamento precoce

Uma declaração do presidente Jair Bolsonaro continua chamando a atenção nesta terça-feira (05). O presidente falou sobre um dos assuntos de maior expectativa popular dos últimos tempos. Mas afinal, sobre o que ele falou?

Nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a tão aguardada vacina. Então, na publicação Bolsonaro afirmou que a vacina está a caminho. Ele explicou: “A vacina emergencial (depois de certificada pela ANVISA), e não obrigatória, está a caminho.” Mas não é só isso.

Além de falar sobre a vacina, Bolsonaro voltou a falar sobre a hidroxicloroquina. No mesmo post, ele inseriu um vídeo do toxicologista Anthony Wong, numa entrevista à Joven Pan, defendendo o uso da hidroxicloroquina. O presidente também afirmou, que  “o tratamento precoce salva vidas”. Entretanto, apesar das recorrentes recomendações de Bolsonaro, as autoridades da saúde não recomendam o uso do remédio no tratamento ou na prevenção da doença.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Calmamente, Jair Bolsonaro fala sobre a renovação do Auxílio Emergencial: “Querem que a gente renove”

Nesta quinta-feira (31) falas do presidente Jair Bolsonaro chamaram a atenção. Isso porque ele to cou num ponto importante que vem sendo cobrado pelo povo. Mas afinal, o que ele disse?

Caminhando pela Praia Grande, cidade próxima de Guarujá, o presidente acenou para apoiados, mas estava cercado de seguranças, como de costume. Então, Bolsonaro dedicou parte de seu tempo para dissertar sobre a atual situação do país e sobre o Auxílio Emergencial. Passeando e falando de forma bastante calma e ponderada, o presidente afirmou que acredita que a economia está reagindo e que o país segue se recuperando:

“O Brasil continua na direção certa. Foi um ano atípico, era para estarmos muito bem em todas as frentes, mas lamentavelmente teve a pandemia.” Além disso, ele se posicionou sobre a questão do auxílio:

“Sei que muitos cobram, querem coisa melhor, alguns esquecem que estamos enfrentando um ano atípico, nos endividando em mais de 700 bilhões de reais para conter a pandemia e também para o Auxílio Emergencial. Querem que a gente renove, mas nossa capacidade de endividamento chegou ao limite. A gente pede a Deus que tudo volte à normalidade.”

Da Redação do Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Presidente Jair Bolsonaro chama atenção enquanto conversava com apoiadores e afirmou: “Eu já tive a melhor vacina”

Jair Messias Bolsonaro, o atual presidente, voltou a causar polêmica nesta quarta-feira (23). Ao falar sobre a vacina, ele afirmou que teve ” a melhor”. Mas afinal, o que isso quer dizer?

Recentemente, o presidente Bolsonaro dissertou sobre os possíveis efeitos colaterais das vacinas disponibilizadas em caráter emergencial. Segundo ele, as empresas não se responsabilizariam em casos de feitos adversos, mesmo se “você virar um jacaré”. Então, agora Bolsonaro voltou a falar pelo assunto. Em conversa com apoiadores em Santa Catarina, o presidente afirmou: “Eu tive a melhor vacina, foi o vírus[…] sem efeito colateral.” Como de costume, as declarações repercutiram e dividiram opinião nas redes. Contudo, a afirmação feita por Bolsonaro tem algum respaldo científico?

Sabe-se que, após algumas infecções, o corpo costuma criar uma memória imunológica resultando num mecanismo de defesa conhecido como “resposta secundária”, o que facilita a luta contra agentes infecciosos, evitando que a pessoa fique doente. Algumas doenças, por exemplo, quando se tem 1 vez na vida, é raro que ela volte a se manifestar. Mas não é só isso.

Entretanto, como o coronavírus ainda é uma doença muito recente, ainda não se sabe ao certo por quanto tempo essa memória imunológica funciona efetivamente contra ele. Além disso, já existem casos comprovados de reinfecção pela doença. Mesmo assim, parece que Bolsonaro está decidido a não se vacinar. Isso porque, durante uma viagem recente a  Bahia, ele afirmou contundentemente: “Imbecil, já tive o vírus, portanto, já estou imune!”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.