Ex-mulher de Dr. Jairinho diz à polícia que foi agredida enquanto se preparava para a lua de mel e afirma que vereador mentiu ao usar foto de filho

Uma notícia tem chamado a atenção nas redes sociais neste sábado (10). A dentista e ex-mulher de Dr. Jairinho, Ana Carolina Netto, afirmou em depoimento à Polícia Civil que sofreu agressão logo após o casamento enquanto fazia os preparativos para a lua de mel. A acusação foi feita nesta sexta-feira (9), quando a dentista disse ainda estar indignada com o fato do ex-marido ter divulgado uma foto de seu filho abraçando Henry numa tentativa de ‘’maquiagem’’. A informação de que a dentista foi agredida enquanto se preparava para a lua de mel foi dada pelo jornal ‘’O Globo’’ e confirmada pela TV Globo. Entenda…

Ana Carolina se casou com Dr. Jairinho com quem teve dois filhos, em dezembro de 2013 após uma convivência de 15 anos. No depoimento ela contou que ao arrumar as malas para a viagem de lua de mel recebeu a primeira agressão. De acordo com Ana, o vereador a agrediu depois que ela o flagrou conversando por telefone com uma outra mulher. Mas não é só isso.

Em depoimento Ana disse que diante daquela situação do flagra não queria mais viajar em lua de mel e que foi agredida com chutes na canela depois de uma discussão. Informou ainda que foi até a polícia para registrar a ocorrência e que um exame de corpo de delito confirmou as lesões sofridas.

A dentista ainda disse que esta semana ficou horrorizada com uma foto de um de seus filhos, fruto do relacionamento com Dr. Jairinho, abraçado com Henry e postada em redes sociais.’’A legenda falava de uma viagem juntos e que ali foi o começo de uma grande amizade entre as crianças’’.

Ana Carolina comentou que se sentiu muito mal e irritada com o uso indevido de imagem sem prévia autorização e com um texto que não corresponde a realidade, segundo Ana. A única vez em que o enteado e o filho de Jairinho se viram foi no momento da foto. Ana Carolina disse ainda no depoimento que contatou a família do vereador e solicitou a exclusão da foto das redes sociais e que tempos depois a foto foi retirada.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

‘Nunca houve violência’, desabafa ex de Tom Veiga sobre acusações de agressão dentro do casamento

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quarta-feira (7). Cybelle Hermínio da Costa, ex-mulher de Tom Veiga, se pronunciou sobre as acusações de agressão que supostamente Tom Veiga teria sofrido. Por meio do Instagram e na companhia do advogado, a ex-mulher de Tom comentou que o casal tinha uma ótima convivência. 

“Minha relação com Tom sempre foi muito carinhosa e amorosa. Nunca houve nenhum tipo de violência de nenhuma das partes. A gente tinha briga normal, como todo casal, mas nada que fugisse do controle. Sempre tive uma relação muito boa com os amigos. Me surpreende porque eu tenho mensagens deles, tenho arquivo de grupos que a gente participava juntos. Então, eu desconheço completamente essas coisas que estão sendo faladas”, contou. 

Cybelle explicou na ocasião, que não havia se separado oficialmente de Tom Veiga: “Houve uma briga de um casal, como qualquer outra, em meio a uma pandemia, e eu fui para a casa da minha mãe respirar um pouco. Nunca houve data de assinatura de divórcio”, destacou.   

Com relação as fotos e áudios que supostamente foram enviados por Tom Veiga a um amigo afirmando ter medo de Cybelle, a ex-mulher de Tom disse que desconhece tais fatos. 

“Diante disso, de envenenamento… É um absurdo o que estão falando. Nunca houve nada disso. Desconheço completamente aquelas marcas e fotos que estão sendo circuladas nas mídias. Nunca houve nada disso, tanto que não tem B.O. registrado, não tem medida protetiva, não tem corpo de delito. Eu confio na lei, na Justiça e no laudo do IML”, concluiu. 

 

Da redação do Acontece na Bahia 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Após desconfiar de traição, mulher conta órgão sexual do namorado com tesoura, se arrepende e pede perdão

Uma notícia inusitada chamou a atenção dos internautas nesta manhã de segunda-feira (5). Após suposto caso de infidelidade, homem, de 52 anos, foi mutilado pela companheira, de 40. O caso ocorreu na cidade de Taiwan, na China, e foi noticiado pelo jornal britânico Daily Mirror.

De acordo com o jornal, a vítima, que foi identificado apenas como Huang, estava dormindo quando recebeu o ataque da namorada. Segundo as informações, a mulher usou uma tesoura de cozinha para cortar o membro do companheiro e jogá-lo na privada.

Posteriormente, a mulher se arrependeu e pediu perdão ao rapaz e afirmou que havia “agido por impulso”.

Os primeiros socorros do homem foram feitos por uma equipe de paramédicos que foram acionados e chegaram ao apartamento. Segundo a equipe, a vítima “conseguia caminhar sozinho, mas sangrava profusamente”.

A mulher foi presa e a polícia agora investiga se ela utilizou de algum sonífero na comida do namorado afim de “facilitar o processo de extração”.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Itaguaçu: Em confusão na Câmara de Vereadores, presidente deixa vereador sangrando ao tentar se defender das agressões

Uma notícia está sendo destaque neste sábado (27). Em uma grande discussão na Câmara de Vereadores de Itaguaçu, Bahia, na qual agressões aconteceram, um vereador precisou ir para o hospital e a presidente de Câmara teve de ser levada à delegacia.

De acordo com o regimento interno do legislativo local, enquanto um assunto é discutido, nenhum outro tópico não deve ser abordado durante a fala. Porém, foi justamente isso que não se deve fazer que o vereador Antônio de Jonas fazia enquanto discursava no palanque. A presidente da Câmara, Ianca da Tabatinga, tentou alerta isso ao vereador. Antônio não gostou nada e se revoltou, jogando um microfone em direção à vereadora. Mas ele não parou por aí.

Antônio seguiu em direção de Ianca e tentou agredi-la. Em sua defesa, a vereadora pegou o microfone e acabou atingindo Antônio no rosto, ferindo-o. Revoltado, ele continuou tentando agredi-la, puxando os cabelos, chutando e batendo na mulher.

As agressões só acabaram quando outros vereadores e servidores que estavam na sessão conseguiram apartar a briga. Antônio saiu sangrando e Ianca foi retirada do local.

Em uma entrevista concedida ao Jornal Correio, a presidente explicou que Antônio já foi presidente da Câmara diversas vezes e desde que ela assumiu, ele não para de persegui-la. “É evidente o machismo dele. Para ele, é inaceitável uma mulher jovem presidindo a Câmara que um dia foi dele. Essa perseguição vem desde antes das eleições de 2020. Antônio falava que, caso eu vencesse as eleições, ele viria vestido de saia, claramente num tom preconceituoso e pejorativo”, disse Ianca.

Em relação as agressões, a vereadora chegou a falar que como foi tudo muito rápido, ela só percebeu o que realmente aconteceu nas filmagens.

“Foi tudo muito rápido. Eu só lembro que ele estava em cima de mim e que o microfone era a única forma de me proteger. Meu pai nunca triscou uma mão em mim, então não vai ser ele que vai vir me bater”

Ianca precisou ir a delegacia fazer exame de corpo e delito e prestar depoimento. Ela estava com hematomas no rosto, braços e pernas.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Regional.