Jovem advogado é encontrado sem vida em praia do Rio: “Entrou num local guardado por olheiro”

Uma notícia chocante tem sido destaque nesta segunda-feira (26): um advogado foi encontrado morto em uma praia.

O corpo do advogado Tiago Ribeiro da Silva foi encontrado neste domingo (25) na Praia de Tubiacanga, na Ilha do Governador-Zona norte do Rio. A polícia civil informou que a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte da vítima.

Uma investigação está em andamento para descobrir qual foi a motivação e o responsável pela morte. Uma perícia foi realizada no local.

A polícia Militar afirmou que equipes do 17º BPM (Ilha do Governador) foram acionadas para checar um “encontro de cadáver” na estreada das Canárias, Rua da Paia de Tubiacanga.

Ao encontrar o corpo, a área foi isolada, e o Corpo de Bombeiros foi chamado, junto a 37ª DP (ilha do Governador. Em seguida, a Delegacia de Homicídios também enviou equipes ao local.

Um morador do bairro, que não quis se identificar por questões de segurança, disse que o advogado morreu após ser baleado por um olheiro do tráfico, que estava em uma barricada.

De acordo com o relato, o homem teria entrado na Rua Trapiá com o farol alto, o que é “proibido” pelo tráfico da região e, por isso, o homem foi baleado.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Pedreiro pede indenização após ficar preso injustamente por quase 10 anos no Ceará

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (25).O pedreiro Cícero José de Melo que ficou preso por quase 10 anos na Penitenciária Industrial Regional do Cariri (Pirc), interior do Ceará, entrou com uma ação indenizatória contra o estado por erro cometido por órgão público. Cícero alega que o estado tem o dever de reparar o erro cometido e a perda que ele teve enquanto pessoa e profissional.

No dia da soltura de Cícero que aconteceu em 8 de abril, ele afirmou na reportagem que era “como se tivesse sido sequestrado por um crime que eu não cometi nem contra o Estado, nem contra a sociedade”. Cícero foi informado depois de sua soltura sobre a possibilidade de ingressar com uma ação pedindo indenização. Na ocasião o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) solicitou informações ao Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) em razão da divulgação que o episódio teve.

O advogado Roberto Duarte, que cuida do caso do pedreiro, informou que em breve eles entrarão com a ação pedindo reparação. “Agora que estou com registro de nascimento dele, foi uma luta para resgatar a certidão. Buscamos tirar RG, CPF, carteira de trabalho, todos esses demais. Tão logo vamos ingressar com ação indenizatória. Podia ser seis, dez, podia ser até um ano ele preso injustamente, sem processo regular, sem ser levado à presença do juiz, sem ter mandado válido, que já era injustiça”, informou o advogado.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Após desentendimento, advogado de defesa de Dr. Jairinho deixa o caso

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quinta-feira (15). Os advogados do escritório França Barreto Advogados, responsável pela defesa de Dr. Jairinho, anunciou nesta quarta-feira (14) que deixa o caso.

Em comunicado, o advogado André Barreto, antigo responsável pela defesa do casal, afirma que o casal formado por Jairinho e sua companheira Monique Medeiros, “a todo momento afirmaram a sua inocência”.

De acordo com o escritório, a decisão ocorreu porque no dia 12 de abril Monique, contratou outro advogado.

“Desde o momento da outorga de poderes a este escritório por Jairo Souza Santos Júnior (Dr. Jairinho) e Monique Medeiros da Costa e Silva, a todo o momento os constituintes afirmaram a sua inocência, motivo pelo qual inexistia impedimento para a defesa conjunta de ambos.

No entanto, no dia 12 de abril de 2021, a constituinte Monique nomeou um novo patrono.

Por tal razão, estes advogados, reafirmando a sua conduta ética, segundo a qual sempre pautaram a atuação, na forma do artigo 20 do Código de Ética da OAB, e após prévio entendimento com os dois, informam a renúncia ao mandato conferido pelos outorgantes, a fim de evitar eventuais conflitos de interesses.

Rio de Janeiro, 14 de abril de 2021.

França Barreto Advogados Associados”

 Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Advogado acusado de matar barbeiro no Imbuí tem o pedido de revogação da prisão negado pela justiça de Salvador

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (14). O pedido de revogação da prisão preventiva em favor de José Geraldo Lucas Júnior, advogado acusado de matar o barbeiro Lucas Souza de Araújo, foi negado pelo juiz Vilebaldo José de Freitas Pereira, do 1º Juízo da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Salvador. O crime aconteceu no bairro Imbuí, em Salvador, em 24 de janeiro de 2021.

O advogado responsável pela defesa pediu a revogação da prisão e /ou a substituição por outras medidas mais brandas ou ainda a opção do uso da prisão domiciliar.  “Em razão da incompatibilidade do local em que se encontra custodiado com a sua prerrogativa profissional; Por ser réu primário, ter profissão definida, lícita e certa, de advogado”.

O indeferimento do pedido de revogação da prisão também foi referendado pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), que afirmou ainda estarem presentes os requisitos indispensáveis para a prisão preventiva.

Assim, ser primário, ter ocupação lícita e residência fixa são irrelevantes para a concessão da soltura clausulada, se presentes na hipótese outros elementos determinantes da manutenção da prisão processual, como já descrito na decisão que decretou sua prisão preventiva”, comentou o MP-BA.

O juiz entendeu que “ainda continua imperiosa a restrição cautelar da liberdade do Acusado, eis que a forma descrita com que o delito foi praticado, revela atitude que agride frontalmente a segurança pública”. E prosseguiu: “A sua conduta delituosa descrita na referida cautelar, revelam a alta periculosidade do acusado, bem como espelha o perigo que a liberdade causaria a toda a sociedade”.

Lucas Souza de Araújo, 29 anos, foi morto por disparos de arma de fogo no bairro Imbuí , em Salvador. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), suspendeu preventivamente por 90 dias o advogado José Geraldo Lucas Júnior. O colegiado entendeu em 15 de março deste ano que a conduta do advogado não é condizente com o exercício da profissão por manchar à dignidade da advocacia.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.