Search
Close this search box.

Polícia intensifica a busca por fugitivos de Mossoró; confira última atualização

Uma grande operação policial está em andamento para capturar os fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró (RN), com um foco especial na região do Assentamento Vitória, situado na zona rural de Baraúna (RN). O cerco foi reforçado após os criminosos serem avistados pela última vez em um galpão de produtos agrícolas, durante a madrugada do último domingo (3/3), onde chegaram a agredir um funcionário que estava no local.

Informações obtidas por investigadores revelaram que Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça estão feridos, conforme testemunho de uma pessoa que teve contato com a dupla, destacando que um deles estava mancando.

“A região onde os fugitivos estão escondidos apresenta uma mata densa e uma grande quantidade de animais peçonhentos”, afirmaram policiais à coluna Na Mira. Apesar da abundância de plantações na área, os criminosos enfrentam escassez de alimentos.

Uma moradora de Vila Nova 2, na mesma região, relatou ter avistado os fugitivos com roupas sujas enquanto comiam bananas em uma plantação, em um encontro inesperado na noite da última quinta-feira (29/2). Assustada, a testemunha, que estava com crianças, pediu socorro. Os criminosos fugiram para o matagal e não foram mais localizados.

O policiamento na área foi intensificado, conforme relatado pela coluna Na Mira. Enquanto fogem da intensa operação policial, os criminosos parecem estar desorientados. Indícios sugerem que estavam perto da divisa entre o Rio Grande do Norte e o Ceará quando começaram a retornar em direção à Penitenciária Federal de Mossoró, local de onde haviam fugido.

Após oito dias escondidos em uma casa isolada em Três Veredas, cerca de 10 km do centro de Baraúna, os fugitivos optaram por seguir na direção oposta, em direção à penitenciária, na região de Riacho Grande.

O território é repleto de cavernas e propriedades destinadas ao cultivo de frutas e legumes. A área está completamente cercada por equipes da força-tarefa, incluindo drones e helicópteros nas buscas.

Desde o início das investigações, seis pessoas foram detidas sob suspeita de auxiliar os fugitivos. Entre os detidos, dois foram flagrados com drogas e armas, enquanto um terceiro tinha mandado de prisão em aberto e foi detido pela Polícia Federal em Quixabeirinha, Mossoró.

Os fugitivos permaneceram escondidos por oito dias na propriedade do mecânico Ronaildo da Silva Fernandes, de 38 anos, que recebeu R$ 5 mil para permitir que Deibson e Rogério se escondessem no local. O proprietário da área foi preso na segunda-feira da semana passada (27/2). Além disso, um irmão de um dos fugitivos também está sob custódia, tendo condenação por roubo e participação em organização criminosa, além de um mandado de prisão em aberto.

A megaoperação de busca pelos fugitivos envolve cerca de 600 policiais, incluindo 100 integrantes da Força Nacional. Drones e helicópteros estão sendo empregados para auxiliar nas buscas.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: Reprodução