Search
Close this search box.

Pai de delegado do DF morre ao ser queimado vivo por agente demitido; investigação aponta para possível vingança

Em um crime chocante ocorrido em Sete Lagoas, na região central de Minas Gerais, o delegado aposentado e advogado criminalista Hudson Maldonado Gama, de 86 anos, foi queimado vivo. O crime aconteceu na quarta-feira, 22, e o principal suspeito é um ex-policial civil. O idoso era pai do delegado Hudson Maldonado Filho, que atua no Distrito Federal.

De acordo com a Polícia Civil, há suspeitas de que o crime tenha sido motivado por vingança. Rodrigo Cesar Costa Barbosa, de 52 anos, foi expulso da corporação em 2006, após uma ação defendida por Maldonado Gama, que na época atuava como advogado. Quase 18 anos depois, Rodrigo Cesar se disfarçou de entregador, invadiu a casa do delegado aposentado, esfaqueou o idoso, enrolou-o em um colchão e ateou fogo à vítima. O delegado aposentado morreu carbonizado.

“Na ocasião, a perícia e uma equipe de policiais compareceram ao local para identificar e coletar vestígios. O corpo da vítima foi encaminhado ao Posto Médico-Legal do município, onde passou por exame de necropsia e, em seguida, foi liberado aos familiares”, informou a Polícia Civil em nota.

Foto: Reprodução / Redes sociais

Da redação do Acontece na Bahia