William Bonner quebra protocolo ao iniciar ‘JN’, pede calma ao público e admite medo de adoecer

Na abertura do programa “Jornal Nacional”, exibido na noite dessa segunda-feira (23), o jornalista William Bonner quebrou o protocolo para pedir calma à população.

“Antes de falar sobre as notícias de hoje, a gente vai fazer uma pausa, porque é muita informação o tempo todo sobre o coronavírus. Você já viu os destaques de hoje, e a gente vai fazer essa pausa primeiro para dizer simplesmente o que a gente fica repetindo um para o outro aqui: calma. Não dá para começar o ‘JN’ de hoje sem pedir calma”, solicitou o âncora, após exibir os destaques do dia.

Bonner explicou que essa pausa era para “respirar” e pediu ao público que compreendesse que a atual crise terá altos e baixos. “Vai exigir sacríficos, mas no fim o Brasil e o mundo vão superar, apesar da aflição e dor que muitas famílias estão enfrentando”, prosseguiu.

A jornalista Renata Vasconcellos, colega de bancada de Bonner, também aproveitou o momento para informar que algumas categorias seguem trabalhando, de forma cautelosa, e que, colegas da redação com 60 anos ou mais estão exercendo o seu ofício em casa. “Mas claro que alguns profissionais não podem parar. Isso vale para os profissionais de saúde, mas também para quem recolhe o lixo nas ruas, os policias, para quem faz manutenção das redes elétricas e muitos outros”, disse.

“Quando a Globo aumentou o tempo diário do jornalismo, foi para levar essa informação necessária sem correria. Você saber como agir para se proteger. E claro que a gente também tem medo de adoecer, aqui não tem super-herói, nem entre nós nem entre colegas de outras categorias”, disse Bonner, admitindo que tem medo de adoecer durante o processo.

Assista:

Da Redação.

Categoria(s): Social.

Comente: