Wagner suspende itens que constrangem mulheres em edital de concurso

O governador Jaques Wagner determinou a imediata suspensão dos itens que possam causar constrangimento ou discriminação às mulheres do edital de concurso da Polícia Civil. O regulamento determinava às candidatas que se declarassem virgens a comprovação da condição por meio de atestado médico. Wagner fez o anúncio pela sua conta pessoal no Twitter. A Comissão de Proteção aos Direitos da Mulher da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA) manifestou “repúdio” aos itens do edital e a deputada federal Alice Portugal também fez críticas à questão. O regulamento desobriga mulheres que afirmarem nunca ter tido relações sexuais de entregar os exames de coloscopia, citologia e microflora, desde que mostrem documento comprobatório – com assinatura, carimbo e número do Conselho Regional de Medicina (CRM) do médico que fez os testes. O procedimento era uma etapa eliminatória do processo seletivo.

Fonte: Bahia Notícias.

Categoria(s): Regional.

Comente: