“Vou sonhar com vocês”: Brasileira presa na Tailândia consegue mandar primeira carta para a família: “

A brasileira presa no exterior não estava conseguindo falar com a família, que teme que ela receba uma pena mais forte

De acordo com o portal Globo, o advogado afirmou que Mary Hellen entrou na Tailândia como “mula” após ser enganada por promessas amorosas e que ela sempre foi trabalhadora no Brasil. Segundo ele, criminosos se organizam e usam perfis de homens supostamente bem sucedidos para aliciar pessoas e fazê-las viajar para o exterior com promessas de uma vida luxuosa ao seu lado. Então, antes da viagem a pessoa recebe malas com fundos-falsos cheios de drogas. Confira a carta enviada por Mary Hellen nesta semana:

“Eu estou pensando muito no meu caso. Eu não conseguia dormir de noite porque me preocupo muito. Obrigada por se lembrarem de mim e agradeço aos meus amigos por tentarem me ajudar com os advogados. Eu vou cuidar de mim. Tenho aqui dois amigos para me ajudarem. Eu estou muito melhor agora, espero ver vocês o mais rápido possível[…]Manda um beijo ao meu avô e para minha avó. Lembro de todos vocês no Brasil. Mãe, eu amo você tanto e espero que você melhore logo. Um grande obrigado a todos do Brasil por me ajudarem. Estou muito feliz agora. Espero que minha família e todos os amigos me respondam. Me faz sentir muito feliz e sorrir todo dia. Vou sonhar com vocês todas as noites.” Mas não termina aí.

A carta foi escrita em inglês para facilitar o entendimento entre as autoridades locais. Provavelmente, Mary Hellen recebeu a ajuda de uma organização vinculada ao presídio para escrever a carta. Ainda conforme o portal, na Tailândia também existe uma lei muito específica: “São vários presos de diferentes nacionalidades. Se cada preso escrever uma carta em seu idioma, dificultaria um pouco o acesso das autoridades para ter o conteúdo dessas cartas. Lá existe uma lei, chamada de Lei “lesa-majestade”. Nessa lei não tem como ninguém fazer qualquer crítica ao rei da Tailândia. Isso é levado severamente. Uma critica ao rei da Tailândia pode gerar uma pena de 15 anos.”

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Nacional.

Comente: