Search
Close this search box.

Vítimas de acidente de barco em Madre de Deus são identificadas

As seis vítimas que perderam suas vidas no acidente de barco ocorrido em Madre de Deus na noite de domingo (21) foram oficialmente identificadas. De acordo com informações da Polícia Civil, as causas dessas fatalidades foram atribuídas ao afogamento.

As vítimas foram nomeadas como Rosimeire Maria Souza Santana, de 59 anos, Hayala dos Santos Conselho, 33 anos, Flaviane Jesus dos Santos, de 29 anos, Ryan Kevellyn de Souza Santos, de 22 anos, Caroline Barbosa de Souza, de 17 anos, e Jonathan Miguel de Jesus Santos, de 7 anos.

A ação rápida das autoridades permitiu o resgate de outras cinco pessoas, que receberam atendimento médico. Ambulâncias das cidades de São Francisco do Conde, Candeias e Salvador foram mobilizadas para prestar apoio nos cuidados médicos.

De acordo com a prefeitura de Madre de Deus, um total de 12 vítimas foi encaminhado para o Hospital de Madre de Deus. Entre elas, seis não resistiram, quatro foram transferidas para Salvador, e duas receberam alta.

Atualmente, encontram-se hospitalizados em Salvador: Maria de Fátima, 56 anos, no Hospital Municipal de Salvador (UTI Adulto); Richard Guilherme, 6 anos, no Hospital Geral Roberto Santos (UTI Pediátrica); e Laura Sofia, 1 ano, no Hospital do Subúrbio (UTI Pediátrica). A idosa Maria Estelita dos Santos de Souza, 83 anos, foi encaminhada para o Hospital Metropolitano, em Lauro de Freitas (UTI Adulto).

A 17ª Delegacia Territorial (DT/Madre de Deus) está conduzindo as investigações sobre o naufrágio, com perícias e remoções já em andamento. A Polícia Civil está empenhada em esclarecer as circunstâncias e possíveis responsabilidades pelo incidente.

A Marinha também está investigando o acidente por meio de um inquérito. O Capitão dos Portos da Bahia, Wellington Lemos Gagno, afirmou em entrevista à TV Bahia: “Um inquérito para apuração de incidentes de fatos de navegação já foi aberto e vai apurar as prováveis causas do acidente e responsáveis”. Ele ressaltou que a embarcação era do tipo saveiro, na categoria ‘esporte e recreio’, e não deveria transportar passageiros.

O acidente ocorreu por volta das 22h, quando o barco deixava a Ilha de Maria Guarda em direção ao píer de Madre de Deus, onde acontecia a festa Madre Verão 2024 promovida pela prefeitura. Testemunhas relatam que uma confusão entre os ocupantes da embarcação precedeu o naufrágio.

Segundo informações da prefeitura, na noite de domingo, foram encontrados três corpos de mulheres, um homem e uma criança. O sexto corpo foi localizado na manhã de segunda-feira (22), em Loreto, na Ilha dos Frades. O Corpo de Bombeiros está em busca de mais duas pessoas ainda desaparecidas.

A Marinha enviou uma equipe de Busca e Salvamento (SAR) da Capitania dos Portos da Bahia (CPBA) para conduzir as buscas dos possíveis desaparecidos, fortalecendo a operação com o Aviso de Patrulha “Dourado” e a Lancha de Inspeção Naval Blindada “Guaiúba”, do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Leste, conforme comunicado oficial.

Da redação do Acontece na Bahia