Destaques :

Justiça decreta prisão de médico suspeito de abusar de mulheres e filmar os crimes no Ceará

Brasileiro é condenado à prisão perpétua no Reino Unido por matar ex-companheira

Internado, Agnaldo Timóteo perde 25 quilos: “Vocês vão tomar um susto”

‘Pistoleiro’ pega mais de 18 anos de prisão; réu foi contratado por irmão da vítima

Homem esmaga rosto de mulher a pedradas após ela se negar a fazer sexo

Homem procurado pela polícia suspeito de estuprar e matar cadela

Lei obriga alunos de escolas municipais a cantarem o Hino Nacional

Três tias estão envolvidas em assassinato de sobrinha, diz PC

Menina submetida a cirurgia cardíaca é retirada de lixão no Sertão

Mãe passa mal ao ver acusado de matar filha em julgamento

Ex-galã de Malhação vira motorista de Uber no Rio de Janeiro

Justiça decreta prisão de prefeito afastado de Uruburetama, acusado de abusar sexualmente de pacientes

Homem é preso em Pirajá após agredir constantemente a própria mãe, de 60 anos

Frota se diz desiludido com Bolsonaro: “Minha maior decepção”

Melhor prefeito do Brasil ganha R$ 7 mil e vai palestrar em Harvard com recursos próprios

Crise de sinusite faz cabeça de homem ficar quatro vezes maior

Redemoinho suga jovem em rio

Consultor de Trânsito faz duras críticas ao trecho da BA – 131, que liga a BR-324 à BR-407 na região de Pindobaçú

Ivete Sangalo embarca em lua de mel e diz: ‘Lugar bom de fazer mais menino’

QUE FOGO! Casal cai do 9º andar enquanto faziam sexo na varanda do apartamento

sexta, 19 de julho de 2019

Regional

Velório de Paulo Henrique tem gritos de “Fora, Bolsonaro” e “Lula livre”

Paulo Henrique era um ferrenho crítico do governo Bolsonaro e um defensor do ex-presidente Lula.

O encerramento do velório do jornalista Paulo Henrique Amorim, que morreu aos 76 anos na madrugada de ontem, foi marcado por um tom político. O público cantou o hino brasileiro e depois puxou gritos de “Fora, Bolsonaro” e de “Lula Livre”. Paulo Henrique era um ferrenho crítico do governo Bolsonaro e um defensor do ex-presidente Lula.

A cerimônia terminou por volta das 15h e o caixão seguiu para o Cemitério da Penitência, no bairro do Caju, no Rio, onde o corpo do jornalista será sepultado. Pela manhã, familiares e amigos já se reuniam na sede da Associação Brasileira de Imprensa, no Centro do Rio, local do velório. A irmã do jornalista, Marília, que mora na França, veio ao Brasil para o velório, e estava muito emocionada.

“A gente se adorava. Ele era meu irmão mais velho. Éramos três, minha irmã também já faleceu. Ele era meu herói, uma pessoa muito corajosa, extremamente generoso. Corajoso no embate dele de não abrir mão das ideias dele, do que ele achava que tinha que ser dito, revelado, mostrado. Uma pessoa muito corajosa, muito íntegro nas convicções do trabalho dele. Adorava trabalhar”, disse.

Ela também comentou o afastamento de Paulo Henrique do Domingo Espetacular, programa que apresentava desde 2006. A irmã disse que o apresentador já havia perdido outros espaços na mídia por conta de “pressão política”.

“Falamos pouco porque estava na França. Ele teve vários casos de perder o lugar dele por pressão política. Ele escreveu pra mim e falou: ‘Não se preocupe, você sabe que eu tive isso várias vezes e que eu aguento o tranco'”, disse ela, que citou outros casos em que o apresentador teria sido afastado de suas funções supostamente por críticas a políticos.

Amorim trabalhava na Record desde 2003, onde apresentou o Jornal da Record – 2ª edição, ajudou a criar o Tudo a Ver e esteve à frente do Domingo Espetacular até junho passado, quando foi afastado da revista eletrônica em um momento em que fazia fortes críticas ao governo de Jair Bolsonaro (PSL). Em nota, a Record informou que ele permanecia na casa à disposição para novos projetos.

A emissora divulgou uma nota de pesar em que relembrou a trajetória profissional do apresentador: “A Record TV lamenta profundamente o falecimento de Paulo Henrique Amorim e se solidariza com os amigos, familiares e admiradores. A todos, nossas sinceras condolências”.

Amorim deixa uma filha, dois netos e a mulher, a jornalista Geórgia Pinheiro.

(Fonte:Chico Sabe Tudo)

O que achou desta notícia ?