Universitária morta a facadas pelo ex-namorado teria pedido para ir ao hospital antes de morrer e ele recusou

O caso da jovem Sashira Camilly Cunha, de 19 anos, morta no último dia 15 em Vitória da Conquista, na Bahia, ganhou mais algumas informações. O autor do crime, o Rafael Souza, ex-namorado da vítima, contou as barbaridades que foram feitas com a jovem.

Segundo ele, Sashina foi dopada com um comprimido no refrigerante. Após perceber o gosto estranho e que estava sendo levada para um local estranho, tentou fugir. Na tentativa de fuga, ela foi perseguida e atacada com os golpes de faca por ele.

Ferida, Sashira pediu para ser levada ao hospital, porém, Rafael não a levou com medo de ser preso. Assim, ele chamou mais dois comparsas para que ajudassem a terminar de matar a jovem e abandonar o corpo.

Os outros dois suspeitos, Filipe Gusmão e Marcos Fernandes chegaram ao local e descobriram que a vítima era Sashira. Mesmo conhecendo a jovem, seguiram com o plano e a terminaram de matar estrangulando. O corpo foi abandonado em um local deserto na cidade de Planalto, 50 km de Vitoria da Conquista.

Sashina foi enterrada na ultima sexta-feira (17), em Vitoria da Conquista. O assassino e os outros dois comparsas estão presos no Conjunto Penal de Vitoria da Conquista.

 

Da Redação do Acontece  na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: