Trigêmeos veem a avó, mãe e tia morrerem por covid-19 cinco meses depois de perderem o pai em grave acidente de carro

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (2). Em apenas oito dias, os trigêmeos Pedro, Paulo e Felipe sofreram com a morte da avó, mãe e a tia vítimas da covid 19 depois de perderem o pai em um grave acidente há cinco meses. 

Os garotos agora órfãos aos 05 anos estão sob a tutela do representante comercial Douglas Junior Faria Amaral, que mora com a esposa Luana Amaral, em Votuporanga (SP). Douglas, 26 anos, aprendendo a conviver com a perda dos familiares, conta que a irmã Karina Angélica Faria, 33 anos, faleceu no dia 13 de março. 

A outra irmã de Douglas, Ana Paula Faria, 37 anos, faleceu por complicações da covid 19 três dias após a irmã Karina. A mãe dona Valentina Peres Machado, de 66 anos, foi a última a falecer por covid 19. 

“Fiquei sem chão. Não conseguia acreditar que estava passando por aquilo. Foi terrível enterrar minhas duas irmãs e minha mãe uma atrás da outra, sem poder vê-las pela última vez. Pegaram os corpos, colocaram em um caixão e enterraram”, diz Douglas, que também é pai de uma menina de 1 ano e 7 meses. 

Dona Valentina, Ana Paula e Karina, residiam e foram sepultadas em Parisi, local onde Renato Santos, pai dos trigêmeos, sofreu o trágico acidente de trânsito há cinco meses. 

Da redação do Acontece na Bahia  

 

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: