Tribunal dá 15 dias para Bolsonaro apresentar provas de supostas fraudes nas eleições de 2018

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (22).O ministro Luís Felipe Salomão, corregedor-geral da Justiça Eleitoral, estabeleceu um prazo de 15 dias para o presidente Bolsonaro apresentar provas de supostas fraudes nas urnas eletrônicas no pleito de 2018. De acordo com portaria editada pelo ministro, todas as autoridades que relatarem fraudes no processo eleitoral ficam obrigadas a apresentar provas no prazo de 15 dias.

O magistrado ainda solicitou a abertura de processo administrativo para apurar fatos que possam ter comprometido as eleições de 2018 e 2020. De acordo com o ministro o objetivo é conhecer possíveis falhas e preparar o sistema eleitoral para a disputa no ano que vem. Mas não é só isso…

“Considerando o teor das manifestações indicadas no anexo da portaria, que sugerem haver inconformidades no processo eleitoral, oficie-se às autoridades que as tenham produzido para que apresentem, no prazo de 15 dias, evidências ou informações de que disponham, relativas à ocorrência de eventuais fraudes ou inconformidades”, decidiu o ministro.

O ministro tomou esta decisão em meio a críticas feitas pelo presidente Bolsonaro às eleições de 2018 que segundo ele foram fraudadas e que impediram a sua vitória em primeiro turno. A decisão do ministro é embasada também por várias declarações feitas pelo presidente Bolsonaro ao sistema eletrônico adotado no Brasil ao longo desses anos.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: