TRF-4 anula sentença de Sergio Moro e absolve ex-tesoureiro do PT

Na noite da última quarta-feira (26), por unanimidade, os três juízes federais da oitava turma do Tribunal Regional da 4ª Região (TRF-4) inocentaram o ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT), Paulo Ferreira.

Nesse contexto, o ex-juiz Sergio Moro havia condenado Paulo por lavagem de dinheiro e associação criminosa, quando julgava processos que envolviam a Operação Lava Jato.

O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator do recurso, e seus colegas Thompson Flores e Leandro Paulsen consideraram não haver provas suficientes para condenar Ferreira, que chegou a ficar preso por quase sete meses, entre junho de 2016 e fevereiro de 2017.

Essa é a segunda sentença de Sergio Moro derrubada nesta semana. Na terça-feira, o STF também anulou uma sentença que envolvia o  doleiro Paulo Roberto Krug em um processo do escândalo do antigo Banco do Estado do Paraná (Banestado).

Por fim, outras condenações de Moro foram mantidas pelo TRF-4, como a do ex-diretor da Construbase Genésio Schiavinato Jr.; dos ex-executivos da OAS Agenor Franklin Medeiros e Léo Pinheiro; do ex-vereador do PT Alexandre Romano; dos ex-executivos da Schahin Engenharia Edison Freire Coutinho e José Antônio Marsílio Schwartz; do ex-executivo da Carioca Engenharia Ricardo Pernambuco Backheuser; de Rodrigo Morales, Roberto Trombeta e Adir Assad, que seriam operadores de propina.

Categoria(s): Politica.

Comente: