Testemunha afirma que adolescente ia de uniforme escolar para casa de Gabriel Monteiro se encontrar com ele

Com o vazamento de um vídeo íntimo do vereador Gabriel Monteiro (PL) com uma adolescente de 15 anos, a Polícia Civil agora investiga o caso. De acordo com testemunhas, o vereador sabia da idade da garota e que contava para as pessoas ao redor.

Outra testemunha afirmou que a menina ia à casa do vereador com uniforme escolar e que Monteiro tinha “preferência por se relacionar com menores de idade”. Além disso, os vídeos sexuais ficavam no celular do vereador, ao qual ninguém mais tinha acesso e em discos duros externos criptografados e dentro de um cofre no quarto dele. Por conta disso, ele é o principal suspeito de vazar as gravações.

Na manhã desta quinta-feira (07), Gabriel Monteiro foi alvo de uma operação de busca e apreensão em sua casa. A ação faz parte do inquérito que investiga o vazamento do vídeo. O Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores do Rio informou nesta quinta-feira (07) que irá escolher o delator do caso e caso Monteiro seja declarado culpado, ele poderá perder o seu mandato.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: