Cantora Walkyria Santos comemora sanção da Lei Lucas Santos na Paraíba, em homenagem a seu filho

A cantora de forró Walkyria Santos recebeu ontem (31), a informação de que seu Programa Estadual de Combate ao Cyberbullying Lucas Santos, foi aprovado. Essa lei foi criada em homenagem a seu filho que cometeu suicídio após uma serie de ataque nas redes sociais depois de publicar um vídeo beijando um amigo.

A lei foi publicada no Diário Oficial da Paraíba da última segunda-feira (30).
“Estou caminhando. Um dia de cada vez. Hoje, encontrei um motivo para sorrir. Esse choro é de alegria. Estamos dando um passo. Deus é bom o tempo todo”, comemorou Walkyria.

Agora que a lei foi aprovada em âmbito estadual, ela tenta que seja também aprovada em âmbito federal. Nesse mês de agosto, inclusive, ela chegou a visitar diversos deputados em Brasília para pedir o andamento da legislação.

A Lei Lucas Santos pretende executar ações educativas em escolas publicas e privadas. Nessa lei, caso seja registrada práticas de ciberbullying ( o bullying na internet), seja em site ou redes sociais de instituições de ensino, poderá ser gerada uma multa de R$ 1.000 a R$ 5.000, considerando as características da infração.

Além disso, caso registrada a prática em sites ou redes sociais, “a instituição possui o dever de registrar a prática, para fins de comprovação, e em seguida, promover a retirada das ofensas das páginas eletrônicas, comunicando-a imediatamente aos órgãos públicos competentes para adoção das providências cabíveis”.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Artistas.

Cantora não consegue ir ao enterro do filho: “Ela não teve forças”

Nesta quinta-feira (5) uma história voltou a chamar a atenção. Trata-se do caso do filho da cantora de forró Walkyria Santos.

Na última quarta-feira, chegou a informação de que Walkyria não conseguiu ir ao enterro do filho Lucas. Aos 16 anos, o rapaz foi encontrado em casa sem vida. De acordo com o noivo de Walkyria, Vittor Melo, em entrevista à Quem, ele relatou que a cantora está muito abalada com tudo: “Ela não conseguiu ir ao enterro. Está péssima”.

A assessoria da cantora completou: “Ela não teve forças para ir ao enterro. Os irmãos ainda estão digerindo tudo o que está acontecendo.” A cantora tem outros dois filhos, Bruno, de 20 anos, e Maria, de 10. Mas afinal, o que aconteceu com Lucas?

O jovem recebeu uma chuva de comentários ofensivos após postar um vídeo brincando com um amigo. As pessoas julgaram que eles fossem gays e destilaram ódio diante da situação. Contudo, a assessoria da cantora explicou que eles estavam apenas brincando e que Lucas havia terminado um namoro recentemente com uma garota, mas que a raiva dos comentários mexeu com a cabeça dele, levando o jovem a ficar muito mal e a tirar a própria vida. A assessoria relatou:

“Ele perguntou se ela via algo de mais e ela disse que não. Depois, a tia dele, por ver a situação que ele estava, pediu que apagasse o vídeo, pois eram muitos comentários que o estavam deixando triste[…]Acontece que tudo foi uma brincadeira. Ele tinha uma namorada, com um término recente. Porém os comentários mexeram com a cabeça dele.”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Nacional.

“Morte não vai passar em branco”, desabafa pai do filho da cantora Walkyria Santos

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quinta-feira (5). O pai do adolescente Lucas Santos, César Soanata, resolveu se manifestar sobre a morte do filho. Lucas Santos, 16 anos, filho de César com a cantora Walkyria Santos, foi achado morto em casa, em Natal, (RN), após ter sido alvo de ataques homofóbicos no TikTok.

Eu já falei ontem, no velório do meu filho, já falei hoje de novo e vou falar milhares de vezes se for necessário. A morte do meu filho não vai passar em branco”, desabafou César em um vídeo divulgado no Instagram.

César continuou o desabafo e afirmou que “a vida é muito mais que uma curtida nas redes sociais, muito mais que uma postagem com visualizações” e que “a humanidade está totalmente doente”.

A depressão, infelizmente, agora eu tô sentindo na pele, porque a gente acha que só acontece na casa do vizinho. E infelizmente aconteceu na minha casa e eu não estava perto pra poder tentar fazer algo”, continuou César, que orientou as pessoas que passam por este tipo de situação a buscarem ajuda.

César ainda alertou as pessoas que passam por problemas de saúde mental a buscarem ajuda. “Nunca é tarde”, lembrou. “Vocês, pai e mãe, façam questão de estar perto de seus filhos o máximo que puder. Façam questão de deixar claro pra eles que vocês não são só pai e mãe e que vocês são os amigos que dão a vida por eles. Para que o jovem possa entender que conversar com o pai e com a mãe não é a certeza de que será castigado ou punido e sim, ouvido”, concluiu.

Da redação do Acontece na Bahia

 

 

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

Cantora Walkyria desabafa e fala sobre motivo da morte do filho caçula, que foi encontrado sem vida em casa

Na noite desta terça-feira (3), o Brasil parou para ouvir o desabafo de uma mãe. A cantora Walkyria Santos, ex-integrante do grupo Magníficos, falou pela primeira vez após perder o filho caçula.

Aos 16 anos, o jovem Lucas foi encontrado sem vida em casa, na região da Grande Natal, no Rio Grande do Norte. Então, agora Walkyria veio à público contar o que aconteceu e fez um aviso às pessoas. Segundo ela, o rapaz sofreu comentários de ódio na internet e acabou “tirando a vida”:

“Hoje (terça-feira), eu perdi meu filho, uma dor que só quem sente vai entender. Ele postou um vídeo no TikTok, uma brincadeira de adolescente com os amigos, e achou que as pessoas iriam achar engraçado, mas as pessoas não acharam, como sempre, as pessoas destilando ódio na internet. Como sempre, as pessoas deixando comentários maldosos. Meu filho acabou tirando a vida. Eu estou desolada, eu estou acabada, eu estou sem chão.”

Além disso, Walkyria falou que já tinha notado alguns sinais sobre a saúde mental do filho e que tentou ajudá-lo:

“Tenham cuidado com o que vocês falam, com o que vocês comentam. Vocês podem acabar com a vida de alguém. Hoje sou eu e a minha família que choram[…]Eu fiz o que pude. Ele já tinha mostrado sinais, eu já tinha levado a psicólogo, já tinha conversado várias vezes com ele, mas foi só isso, foram só os comentários na internet, que fez com que ele chegasse a esse ponto”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.