“Vai ter voto impresso em 2022 e ponto final”, diz Bolsonaro durante transmissão ao vivo

Uma notícia está sendo destaque nesta quinta-feira (06). O presidente Jair Bolsonaro causou polêmica durante o dia ao dizer que caso não tenha os votos impressos na próxima eleição em 2022, será um “sinal de que não vai ter eleição”.

“A única republiqueta do mundo é a nossa, que aceita essa porcaria desse voto eletrônico. Isso tem que ser mudado. E digo mais, se o Parlamento brasileiro […] aprovar e promulgar, vai ter voto impresso em 2022 e ponto final. Não vou nem falar mais nada. Porque se não tiver voto impresso, é sinal de que não vai ter eleição. Acho que o recado está dado”, disse durante uma entrevista ao vivo.

Na última terça, inclusive, Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, determinou a criação de uma comissão especial para discutir a PEC do voto impresso.

Nesta PEC, o objetivo será a inclusão de um artigo na Constituição, para que, “na votação e apuração de eleições, plebiscitos e referendos, seja obrigatória a expedição de cédulas físicas, conferíveis pelo eleitor, a serem depositadas em urnas indevassáveis, para fins de auditoria”.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, por sua vez, disse que voto impresso vai criar um caos. “Nós vamos criar o caos no sistema que funciona muitíssimo bem”, Ele também ressaltou que o voto eletrônico é “totalmente confiável”. O STF também já tinha julgado inconstitucional a decisão de voto impresso em setembro do ano passado, pois colocava em risco o sigilo e liberdade de voto.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.