Homem é preso após ser filmado tentando matar cachorro a pauladas

Na última terça-feira (6), um homem foi preso após ser visto matando um cachorro a pauladas.

A agressão foi gravada e salva no processo que está sendo movido contra o suspeito.

Uma audiência de custódia, realizada hoje (dia 7) irá decidir se o acusado poderá responder em liberdade pelo crime.

Além disso, a  Polícia local prendeu ele em Bebedouro, em Maceió-AL.

Após o fato o homem alegou que só bateu por causa da situação do animaç. Como o cachorro estava ferido, o suspeito pretendia sacrificá-lo com as pauladas, ao invés de levá-lo ao veterinário.

Com a sanção da nova lei, que endureceu a pena para quem praticar violência contra cães e gatos, o homem poderá ficar até 5 anos detido. A agressão foi foi gravada em vídeo. As imagens mostram o homem com um pedaço de madeira na mão, batendo diversas vezes na cabeça do cachorro. O material foi recebido pela OAB, que pretende juntá-lo ao processo como provas do crime.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Nacional.

Vídeo mostra momento da morte de mulher que ‘fugiu’ do hospital e foi achada no IML

Os motivos da morte de Valéria Muniz de Carvalho, de 52 anos foram revelados

. O caso da mulher ganhou notoriedade nacional pelo fato do corpo ter sido encontrado no IML, após a paciente ter fugido do Hospital Salgado Filho, no Rio de Janeiro, onde estava internada.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que a mulher deixa uma van, conhecida por prestar transporte alternativo de passageiros. Ao pisar na calçada, ela se desequilibra e cai sobre o chão.

Segundo o IML, o acidente provocou graves sangramentos internos, os quais culminaram com o óbito.

O delegado titular da 23ª DP (Méier), Deoclecio de Assis, afirma ainda que houve demora na prestação de socorro para a vítima, o que agravou ainda mais o estado de saúde.

Foram ao menos quatro tombos sucessivos tomados por Valéria Muniz de Carvalho desde o desembarque na van.

Ainda de acordo com o delegado que cuida do caso, o desembarque da van aconteceu às 6h19, mas o Samu só chegou 14h30, quando a vítima já estava sem vida. Populares que estavam no local chegaram a oferecer água, e perguntaram se Valéria Muniz de Carvalho gostaria de telefonar para os seus familiares, mas a vítima recusou.

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Nacional.