“Tristeza profunda” desabafa Seu Waldemar, após ter sua barraca destruída em batida

Na manhã desta terça-feira (20) uma triste notícia chegou até um trabalhador autônomo. Edimilson Lima, vendedor, estava em casa quando foi avisado por vizinhos e o próprio motorista, que havia acontecido um acidente envolvendo sua barraca.

O acidente ocorreu na rua Waldemar Falcão, em Brotas na cidade de Salvador, por volta das 5h da manhã desta terça-feira (20). O professor de educação física, Tarsis de Oliveira, estava conduzindo seu carro, quando de repente, perdeu o controle e acertou a barraca.

Edimilson Lima, de 48 anos, trabalhava no local há quase 30 anos e lamentou: “Quando vi a cena senti uma sensação de impotência. Nessa hora a gente sente uma tristeza profunda, no meu coração. É o meu trabalho, estou ali há quase 30 anos. É dali que tiro meu sustento, ganho meu dinheirinho, pago minhas contas, com toda a dificuldade. Ali é meu ganha pão”

Mesmo estando triste pelo acontecido, Edimilson ficou feliz ao perceber o que motorista não havia se ferido. Tarsis se prontificou a arcar com todos os prejuízos causados pelo acidente.

“Percebi de cara que era uma pessoa legal, sensata e compreensiva. Em momento nenhum ele quis fugir, argumentar. Demonstrou o tempo todo preocupação, se colocando em meu lugar. Ele foi muito homem de ter ficado e assumido tudo”, exalta, Edmilson.

Com resulta da batida, uma viga da barraca chegou a entrar no carro e por pouco não acertou o condutor. No entanto, sem ferimentos, foi o próprio professor que ligou para Transalvador informando o acidente, bem como procurou pelo dono da barraca através dos vizinhos.

“Eu me coloquei no lugar de filho. Era o ganha pão do cara. Quem que quer passar por algo assim?”, questiona o motorista, que diz não se lembrar muito bem de como foi o acidente.

“Eu saí de manhã para andar de bicicleta e no caminho, perdi a direção do carro. Não sei se cochilei ou tive uma queda de pressão, pois saí sem me alimentar. Foi tudo muito rápido. Quando virei a curva da Waldemar Falcão dei de frente com a barraca”, lembra, Tarsis.

Uma nova barraca já foi encomendada e será totalmente custeada pelo professor. Ainda não se sabe quanto tempo ela levará para ficar pronta.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Após vendedor de doces cair com a bandeja e perder mercadoria, lojistas se reúnem e cobrem todo o valor: “Há males que vêm para o bem”

Um caso tomou as redes nesta terça-feira (26). Após ver um vendedor num momento difícil, algumas pessoas resolveram tomar uma atitude. Mas afinal, o que aconteceu?

A história ocorreu Praia do Forte, na região de Cabo frio, no Rio de Janeiro, mas repercutiu em todo o país por conta da boa ação. Aos 20 anos, o jovem Yago voltou a vender doces na praia como ambulante, atividade que já havia realizado quando menino. Desempregado, essa é a maneira que ele encontrou para complementar a renda. Então, na intenção de vender todos os docinhos, Yago começou a orar. Contudo, ele não imaginava que se frustraria logo depois.

Enquanto caminhava com a bandeja de doces, o jovem se desequilibrou e derrubou todos os doces no chão, estragando toda a mercadoria. Triste por conta do ocorrido, Yago não conseguiu evitar o sentimento de frustração. Contudo, logo em seguida as orações surtiram efeitos. Isso porque diversos lojistas que estavam no local viram Yago caindo e perdendo os doces. Então, eles se reuniram e arrecadaram o valor equivalente à toda bandeja para cobrir o prejuízo e ainda dar Lucro ao jovem. Um dos lojistas divulgou a história nas redes e relatou:

“Esse jovem estava a caminho da praia pra vender seus docinhos, mas se desequilibrou e TODA a bandeja de docinho caiu no chão, eu, o amigo da loja e mais uma galera se prontificamos a ajudar, compramos todos os docinhos que caíram no chão. Há males que vêm para o bem.”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Nacional.