Estudo de Manaus indica que a vacina CoronaVac é eficaz contra a nova variante brasileira

Uma notícia está sendo destaque nesta quinta-feira (08). A vacina Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantã e a farmacêutica Sinovac, mostrou-se 50% eficiente contra a nova variante brasileira, surgida em Manaus. A efetividade foi confirmada 14 dias após a aplicação da primeira dose.

Os resultados são preliminares e vieram de um estudo feito com 67.718 trabalhadores da saúde de Manaus. A pesquisa é do grupo Vebra Covid-19 e é a primeira a avaliar a efetividade do imunizante em um local onde a variante P.1 é predominante.

A efetividade de 50% se refere a casos sintomáticos da doença. Em nota, o grupo responsável contou que os resultados são encorajadores e apoiam o uso da vacina. Além disso, eles afirmam que vão analisar a efetividade da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca em idosos nas cidades de Manaus e Campo Grande e no Estado de São Paulo.

O estudo com a vacina surgiu após duvida da vacina ser menos eficaz contra as novas variantes, pois recentemente, um estudo de imunogenicidade feito no Chile com 190 pessoas mostrou que os vacinados com a CoronaVac geram anticorpos necessários para combater o coronavírus, mas em baixa quantidade. Agora, os estudos tem mostrado que a vacina é eficiente.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Novos estudos dão indícios de que a vacina de Oxford seja eficaz contra a nova variante do coronavírus

Uma boa notícia está sendo destaque neste domingo (07). Isso porque há indícios de que a vacina de Oxford seja eficaz contra a variante de Manaus. Os dados foram revelados pelos estudos da Universidade de Oxford juntamente a farmacêutica AstraZeneca.

Os estudos indicam que talvez não seja preciso fazer mudanças no imunizantes: “Os resultados preliminares são bem adequados”, disse um cientista ligado ao estudo, que também completou afirmando que os resultados devem sair em breve.

Outros estudos, como um trabalho publicado na BioRxiv, revelam que as vacinas da Pfizer e Moderna também são eficazes na imunização da nova variante.

Para o Brasil essa informação é muito importante, pois a Fiocruz tem um acordo com a Oxford e AstraZeneca para produção da vacina, que já começou. Ainda de acordo com a Fiocruz, a previsão é que de 3,8 milhões de doses sejam entregues ao Programa Nacional de Imunização nesse mês e que 200 milhões sejam produzidas durante 2021.

Por fim, segundo o jornal Uol, a Coordenadora dos centros de pesquisa da Oxford aqui no Brasil informou que acredita que até a semana que vem possamos ter a divulgação pública dos resultados.

Da Redação do Acontece na Bahia

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Homem Italiano que recebeu a vacina é infectado com variante brasileira do Coronavírus

Uma história preocupante circulou nas redes nesta manhã de sexta-feira (19) e chamou a atenção dos internautas. Um funcionário do hospital de L’Aquila, na Itália, confirmou que foi infectado com a variante brasileira do novo coronavírus Sars-CoV-2. O homem já havia sido vacinado com a vacina da Pfizer/BioNTech.

O diagnóstico foi confirmado pelos exames periódicos realizados nos profissionais de saúde pelos institutos de zooprofilaxia experimental de Abruzzo e Molise da Itália.

Assim, esse caso confirma o que especialistas temiam. As novas variantes do coronavírus podem ser resistentes às vacinas atuais. Dessa forma, o processo de vacinação e erradicação da doença podem demorar muito mais do que o esperado. Sendo assim, é necessário que a população respeite as outras regras sanitárias como o distanciamento social e uso de mascaras para evitar o espalhamento dessas variantes.

Além disso, as autoridades sanitárias do país estão fazendo o mapeamento da infecção e tentando avaliar se a vacina teria protegido o paciente contra os sintomas graves da doença, uma vez que apesar de ele ter contraído a infecção, ele se encontra assintomático e em isolamento domiciliar.

Recentemente, na cidade de oggio Picenze foram descobertos três casos da cepa brasileira em três brasileiros residentes na região central.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.