Matrículas para o Universidade para Todos são prorrogadas até sexta (27)

As matrículas dos contemplados para os cursos do programa Universidade Para Todos foram prorrogadas até sexta-feira (27). A iniciativa é desenvolvida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) e realizada em parceria com as quatro universidades estaduais (Uneb, Uesf, Uesc e Uesb) e a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Ao total, são 15 mil vagas destinadas ao fortalecimento das aprendizagens e à preparação dos estudantes para o acesso ao Ensino Superior. Para saber como realizar a matrícula na instituição de ensino escolhida no momento da inscrição, acesse o endereço https://bit.ly/3PxndYh.

As vagas foram destinadas aos estudantes que estiverem regularmente matriculados no 3º ano do Ensino Médio Regular nas redes estadual ou municipais (ou suas modalidades correspondentes) ou no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio das redes estadual ou municipais (ou suas modalidades correspondentes), além de egressos do Ensino Médio das redes estadual ou municipais do Estado da Bahia. Também foram aceitos os alunos que concluíram os estudos através do Tempo de Aprender II, da Educação de Jovens e Adultos (EJA) até 2008 (concluído); do exame supletivo ou Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Confira as orientações para a matrícula.

Sobre o UPT – Como uma das ações do governo estadual para o fortalecimento das aprendizagens e a preparação para os processos seletivos de ingresso ao Ensino Superior, o Programa Universidade para Todos foi instituído enquanto política pública pelo Decreto nº 20.004/2020. Conforme dados oficiais, até o ano vigente, o UPT já proporcionou o ingresso no Ensino Superior de 30.388 mil estudantes concluintes e egressos da rede pública e o exercício à docência a cerca de 29 mil estudantes universitários, que atuam no programa como professor/monitor. Ao longo desses anos, o UPT se consolidou nos 27 Territórios de Identidade do Estado da Bahia, possibilitando aos estudantes da rede pública de ensino o acesso em diversos cursos, majoritariamente em universidades públicas.

Fonte: Ascom/SEC

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Aos 13 anos, estudante do Ceará é aprovado em 1º lugar no curso de direito em universidade do Rio

O adolescente Caio Temponi, de 13 anos, conseguiu a proeza de ser aprovado em primeiro lugar em direito na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Ainda tão novo na idade, o jovem que já tem muito conhecimento, soube da conquista nessa terça-feira (22), com o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Apesar de viverem no ceará, Caio e a família são naturais de Três Rios (RJ). Além da recente aprovação na universidade, o estudante é medalhista de ouro em olimpíada de matemática e dono de um canal no YouTube em que ajuda outros estudantes. O jovem também já alcançou aprovação no vestibular da Universidade Estadual do Ceará (Uece) em 2021, para o curso de administração.

A mãe de Caio, Laurismara Temponi, disse que em 2020, o filho também passou em primeiro lugar no exame da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (Epcar), em Barbacena (MG). Na época, o rapaz conseguiu acertar todas as questões, se tornando o estudante mais novo a passar no concurso da Epcar.

Caio tem uma permissão para fazer um teste para adiantar os estudos e concluir o ensino médio para cursar a faculdade, entretanto, a mãe diz que a família acha melhor não pular etapas. Segundo ela, o filho vai tentar novamente entrar no ensino superior no ano que vem, quando ele vai concluir o 3º ano do ensino médio.

“No momento não é isso que a gente quer, que ele pule etapas. Esse também é um pensamento dele, mesmo sendo o curso que ele tanto desejou. Mas vamos deixar ele curtir os amigos, a adolescência dele, participar e vivenciar a escola. A vontade é grande sim, que ele vá, mas no momento o pensamento é que ele continue estudando o ensino médio e faça Enem no final do ano novamente. E decidir o que vamos fazer em caso de uma nova aprovação”, afirmou.

Laurismara explica que Caio não teve uma preparação exclusiva para o Enem, em razão de está em uma turma de estudos do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). O jovem usou esses conhecimentos para realizar o exame.

“A turma do ITA da qual ele participa é muito focada nas ciências exatas. Lá não tem sociologia, biologia, história, geografia, só tem exatas como a matemática, que ele não fechou (acertou toda a prova) só por causa de uma única questão. As outras matérias ele se deu bem pelo conhecimento dele mesmo. A nota da redação também ajudou bastante, já que ele tirou 940”, afirmou.

Caio alia a rotina de estudos com disciplina ao prazer de brincar. “Ele vai ao colégio à tarde e retorna à noite. Pela manhã ele vê aulas de olímpiadas de física e matemática. Essas aulas das olimpíadas não acontecem todos os dias. Fora isso ainda estuda inglês pela manhã e revê conteúdos também, Meu marido estuda com ele pela manhã, o acompanha e isso ajuda muito”, disse Laurismara. A mãe revela que desde os cinco anos o filho fala em ser juiz federal. Foi sugerido pelos pais que Caio cursasse medicina, contudo, o gosto pelo direito falou mais alto.

“Não tem ninguém na família que seja da área do direito, não tem advogado, nem juiz. Não sei se foi na época da operação lava jato que ele acompanhava na TV e acabou se interessando pela profissão. Se é o que ele quer, a gente vai respeitar. É a escolha dele”, concluiu.

Eu quero ser juiz federal. Eu não decidi ainda o estado em que vou fazer a prova. Talvez na Universidade de São Paulo (USP) ou por aqui mesmo em Fortaleza. Mas, o que eu quero mesmo é fazer direito”, afirmou Caio ao portal G1.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Depois de ter concluído o ensino médio aos 12 anos, Jovem começa a fazer universidade para trabalhar na Nasa

Uma notícia tem sido destaque neste início de mês de Maio. Isso porque uma jovem, de 12 anos, que já concluiu o ensino médio, vai frequentar a Universidade do Estado de Arizona, nos Estados Unidos. Mas devido a pandemia, ela deve ter as suas primeiras aula à distância

 Alena Analeigh, já tem bastante conhecimento na área da ciência, ela tem especialização em ciência astronômica/planetária e química. O seu principal objetivo é se tornar a primeira engenheira negra mais jovem a ingressar na Nasa, quando completar 16 anos. Com informações do portal R7.

“Ela sempre dizia: ‘Mamãe, vou trabalhar para a NASA, eu serei a garota negra mais jovem a trabalhar para a NASA, você vai ver’”, contou, Daphne McQuarter, mãe de Alena, bastante feliz, ao um jornal local.

Ainda de acordo com a matéria do R7, a jovem garota, além de almejar trabalhar em agência espacial, ainda pretende escrever um livro infantil e já está fazendo um podcast voltado para a área de  STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática). E mais, Alena, aguarda conseguir uma entrevista com uma das pioneiras do espaço sideral, Dra. Mae Jemison.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Após conseguir progressão para regime semiaberto, Suzane Richthofen faz Enem e consegue nota suficiente para cursar universidade

Uma notícia chamou a atenção dos internautas neste sábado (1). Isso porque Suzane Von Richthofen, que foi condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, tirou uma nota alta no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem,), e pretende pleitear uma vaga em uma universidade. Entretanto, ela já perdeu o prazo para fazer sua inscrição no Sisu do primeiro semestre, mas ainda pode conseguir uma vaga por meio do Prouni e Fies.

Segundo o portal Correio, Richthofen, não divulgou qual seria a sua área de interesse, de acordo com as informações da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), divulgada na revista Veja.

Ainda de acordo com o portal, não é a primeira que ela faz o enem. Em sua última tentativa, ela teria sido aprovada para cursar gestão de turismo, entretanto a Justiça barrou. A mesma situação se repetiu em 2016 e 2017.

Atualmente, ela  está cumprindo a pena em regime semiaberto em Tremembé, em São Paulo. Suzane foi presa em 2004 pela morte dos pais. após conseguir fazer a progressão para regime semiaberto em 2015, ela foi autorizada a ter saídas temporárias além de estudar ou trabalhar, mas com a autorização da Justiça

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.