Pai antivacina mata próprio filho após discussão sobre vacina contra Covid-19: “O pai castigou a mãe com o mais horrível ato de violência”

Uma triste notícia circulou nas redes na manhã desta quarta-feira (20). Um garoto de 9 anos foi morto pelo próprio pai após uma discussão sobre a vacina contra Covid-19. O fato ocorreu na cidade de São Francisco, no estado americano da Califórnia.

De acordo com o site Ricmais, Stephen O’Loughlin, 49 anos, assassinou o próprio filho Pierce O’Loughlin, 9 anos, e depois cometeu suicídio.

Ainda de acordo com o site, a causa do brutal crime seria uma batalha judicial pela custódia do menino com a mãe do garoto, Lesley Hu.

A mulher teria usado o argumento que o homem era antivacinas para conseguir a guarda exclusiva do garoto. Segundo a advogada da mãe, Lorie Nachils, Stephen “estava mentalmente perturbado” e acreditava veementemente que o governo implantaria chips nas pessoas através do imunizante.

De acordo com as informações da perícia, o homem tirou a vida do garoto e depois se matou. O caso teria ocorrido um dia depois do homem concordar em vacinar o garoto.

“O pai castigou a mãe com o mais horrível ato de violência, assassinando o filho dela. Ela vai sofrer para o resto da vida com este peso, como ele queria”, lamentou a advogada em declaração à imprensa.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.