“Não vou sair dessa”: Outro brasileiro preso na Tailândia demonstra não mais esperanças ao falar com amigo

O paranaense Jordi Vilsinski Beffa, de 23 anos, um dos três jovens presos por tráfico de drogas na Tailândia, enviou mensagens emocionadas para um amigo. Nas mensagens, o jovem preso mostra pessimismo e diz que “não vai sair dessa” e pede que o amigo “cuide da sua família por ele”.

Qualquer coisa, cuida dos meus aí, tá bom? Obrigado irmão, abraço. Não vou sair dessa.”

O advogado que defende Jordi, Petrônio Cardoso, disse que a família não tinha a informação de que o jovem havia viajado até a Tailândia e se surpreenderam com a notícia no dia 14 de fevereiro, quando foram informados pelo amigo de Jordi que recebeu as mensagens. A família tinha sido avisada anteriormente que Jordi ia viajar para Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

Os protocolos sanitários relativos à Covid-19 fizeram com que o jovem fosse transferido para o presídio de Samut Prakan, onde está em isolamento. A expectativa é que Jordi saia do isolamento no dia 7 de março, quando ficará à disposição da Justiça, informou o advogado.

O jovem poderá conversar com a família por videochamada, por meio de um aplicativo utilizado no país. A data para o julgamento ainda não foi definida.

Entramos em contato com alguns advogados da Tailândia para pedir orientações e fazer todo o levantamento de como funcionam todas essas coisas lá. Aqui no Brasil, estamos levantando todo o histórico processual e criminal do Jordi para, no futuro, demonstrar a primariedade dele, o fato dele não ter nenhum tipo de antecedente criminal […] demonstrar que ele vem de uma família de operários simples em Apucarana, não tem carro, não ostenta. Demonstrar que ele não é traficante. Na verdade, infelizmente, ele é uma mula e foi utilizado.”

Ao desembarcar no aeroporto de Bangkok, na Tailândia, no último dia 14, Jordi foi preso por tráfico de drogas. A polícia encontrou dentro da bagagem do jovem 6,5 quilos de cocaína, avaliados em 19,5 milhões de baht, equivalente a R$ 3 milhões. O crime de tráfico de drogas, na Tailândia, pode ser punido com a pena de morte.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Caetité: Polícia Federal prende chinês acusado de lavar dinheiro do tráfico internacional de drogas

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (5).A Polícia Federal (PF) cumpriu um mandado de prisão nessa terça-feira (4) contra um homem de nacionalidade chinesa e panamenha no município de Caetité, centro-sul da Bahia, suspeito de ser o responsável direto por lavar dinheiro fruto do tráfico internacional de drogas. O escritório da Interpol em Washington, nos EUA, informou que o suspeito, de 48 anos, faria parte de organização internacional de lavagem de dinheiro em larga escala.

As informações divulgadas pela Polícia Federal apontam que entre abril de 2016 e julho de 2017, o suspeito teria feito a lavagem de mais de novecentos mil dólares. O acusado teria feito a transferência de recursos oriundos do tráfico de drogas nos EUA e Europa para países da América do Sul e Central, e da Ásia, segundo as investigações.

Os recursos que supostamente viriam da comercialização da atividade ilícita eram colocados no sistema bancário dos EUA e em momento seguinte eram transferidos para contas bancárias em Hong Kong, que eram movimentadas pelo acusado. A Polícia Federal informou que o mandado de prisão preventiva foi decretado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), atendendo a uma representação do Escritório Central Nacional da Polícia Federal no Brasil.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Jovem casal é morto dentro de casa e gera mistério na região

Mais uma notícia triste vem sendo divulgada nas redes sociais nesta sexta-feira (5). Um casal que não teve a identidade revelada foi executado a tiros dentro de casa na Rua Santos Dumont, Bairro Waldir Filho, no município de Lagoa Grande MA, na madrugada de quinta-feira (4). 

O delegado Rodson, de Lagoa Grande, tem trabalhado com a hipótese de que o casal teria envolvimento com o tráfico de drogas em Lago da Pedra o que motivaria o crime. De acordo com o delegado o casal já vinha sofrendo ameaças e teria ido morar em Lagoa Grande para evitar retaliação. 

O homem nasceu no município de Arame enquanto a mulher era natural de Lagoa Grande. Há indícios de que os assassinos seriam de Lagoa da Pedra e a motivação do crime acerto de contas. Até o fechamento da matéria a polícia ainda não tinha pistas sobre os assassinos. 

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Regional, Social.