Após abocanhar braço de bebê e atacar tio, jacaré é morto por policiais

Uma notícia tem gerado bastante repercussão nas redes sociais nesta segunda-feira (3) e surgiu após a declaração feita pela Polícia Militar de Goiás que afirmou que foi preciso matar a tiros um jacaré que atacou um bebê de um ano e oito meses, na Lagoa Grande, em Porangatu, no norte do estado.

De acordo com a polícia, um tio do bebê também foi atacado e pediu ajuda quando buscava os pertences do sobrinho que ficaram no lago. Felizmente, uma viatura da PM passava por perto e desferiu tiros de arma de fogo contra o animal que não resistiu.

O animal foi sacrificado na noite da última quinta-feira (24). O médico Juliano Ferreira, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), disse ao portal G1 que o bebê foi atacado um dia antes e teve o antebraço amputado. A criança passeava com a babá.

O Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, comunicou por meio de nota que o menino está consciente, respira espontaneamente e tem estado geral regular. A expectativa é de que a criança use prótese, futuramente, afirmaram pessoas próximas à família.

“Quando recolhia os objetos, o homem foi atacado pelo jacaré e, ao pedir socorro, foi atendido pela equipe do 3° Batalhão de Polícia Militar que realizava patrulhamento pelo local e realizou o abate do animal”, explica um trecho da ocorrência policial.

O delegado Luziano Severino de Carvalho, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Demas), informou que a ocorrência deve ser investigada para averiguar a conduta dos agentes.

Em tese é crime, mas temos que analisar se foi por legítima defesa de terceiros. Tem que investigar se o animal tentou atacar, mas foi embora. É preciso ter muito cuidado, não podemos ir atirando e matando”, disse o delegado Carvalho.

O delegado Luziano disse que a investigação será iniciada quando receber a ocorrência. Caso a hipótese de legítima defesa seja afastada, os policiais podem responder por crime contra a fauna. A pena é de detenção de seis meses a um ano e multa.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Após disputa entre tio materno e tia paterna pela guarda das crianças, justiça determina que Trigêmeos que perderam mãe e avó para a covid irão viver com o tio

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de segunda-feira (10). O caso que emocionou o Brasil continua a ter desdobramentos. Os trigêmeos da cidade de Parisi (SP), que ficaram conhecidos após perderam a mãe, a avó e a tia para Covid-19 seguirão morando com o seu tio materno.

Após a disputa entre o tio materno, Douglas Junior Faria e a tia paterna, Simone Santos Ferreira, pela guarda dos meninos, a justiça decidiu que os garotos de 6 anos ficaram sob a guarda do tio.

No entanto, a decisão da justiça é em primeira instância e determina apenas a guarda provisória de Douglas. A Justiça de Simone pode ainda recorrer.

A tia paterna alega ainda que Douglas a impediu de ver os gêmeos: “Não me deixam ver as crianças, o tio falou que só com ordem judicial. Eu registrei um boletim de ocorrência por alienação parental”, afirmou.

Os trigêmeos ficaram famosos após aparecerem no programa de Ana Hickmann, na Record. No entanto, após do programa diversas tragédias familiares ocorreram. Nesse contexto, o pai das crianças faleceu em um acidente automobilístico no fim do ano passado, e a mãe, em março deste ano de covid-19. Posteriormente, a avó e a tia das crianças também vieram a falecer devido ao coronavírus.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Confundido com o tio: Antes de morrer, jovem instrutor tentou se esconder embaixo da cama mas foi encontrado e atingido

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (7). Davi Silva Sabino, 22 anos e instrutor de surf, foi executado junto com o avô, Francisco Alexandre Filho, no dia 23 de abril em Varjota, Fortaleza. O jovem foi alvo de vários disparos de arma de fogo em meio a sua tentativa frustrada de se esconder embaixo da cama. Mas não é só isso…

De acordo com o promotor André Clark Nunes Cavalcante, titular da 165ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, as cinco pessoas que já são consideradas réus pela Justiça, confundiram o instrutor de surf com o filho de Francisco e tio de Davi, que segundo o promotor pertenceria à organização criminosa conhecida como GDE. O promotor ainda informou que os réus seriam pertencentes à organização Comando Vermelho (CV).

Apresentamos a denúncia ao Poder Judiciário na última terça-feira (4) e a denúncia foi recebida ontem (nesta quinta-feira, 6). Os cinco acusados já são réus na ação penal”, explicou o promotor. O tio do instrutor de surf é acusado de um homicídio cometido semanas antes e deverá ser ouvido como testemunha no caso quando for localizado pela polícia.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Regional.

Trigêmeos que perderam a mãe, avó e tia para a Covid-19 e o pai em um acidente, são adotados pelo tio

Uma notícia está sendo destaque nesta sexta-feira (02). Os trigêmeos Pedro, Paulo e Felipe, de apenas 5 anos, foram adotados pelo tio após perderem a mãe, a tia e a avó para a Covid-19 em um intervalo de apenas oitos dias. As crianças ainda tinham perdido o pai no final do passado em um acidente de transito. Agora, eles recomeçam a vida ao lado do tio, o vendedor Douglas Junior, de 26 anos.

Douglas também é padrinho das crianças e mora em Votuporanga, cidade vizinha de Parisi, onde os irmãos moravam. Por ser um o único familiar materno vivo e mais próximo dos três, ele entrou com um pedido de guarda definitiva.

“A minha família sempre foi muito unida e eu sempre fui muito próximo dos meninos. Quando tudo aconteceu, eu conversei com minha esposa e não tivemos dúvidas de que iríamos ficar com eles e cuidar como filhos mesmo”, disse Douglas.

Os trigêmeos possuem um irmão mais velho, de 18 anos, fruto de um antigo relacionamento da mãe, mas este está sob cuidados do pai.

Apesar de viver em uma casa pequena com a esposa e uma filha, Douglas não mede esforços para cuidar dos sobrinhos. Enquanto estão sem espaço, os meninos dormem em colchões no quarto do casal. “A nossa casa é pequena, mas para morar eu, minha esposa e minha filha estava ótima. De repente tivemos, essa reviravolta e agora precisamos de mais espaço, queremos construir um quarto para eles, para que eles tenham o próprio espaço”.

Douglas ainda fala agradecendo a ajuda que vem recebendo de amigos e moradores da cidade que se comoveram com as tantas perdas que a família teve.  “A gente recebeu muitas roupas, sapatos e alimentos. Não imaginávamos que a nossa família seria tão acolhida pelas pessoas. Meu maior sonho é conseguir uma bolsa de estudos para eles. São crianças que já passaram por tantas coisas na vida e ter um apoio educacional é o que vai fazer a diferença no futuro deles”.

Agora, a família conta com uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro para ampliar a casa. A meta é de R$90 mil, mas R$12 já foram arrecadados. A campanha tem duração de mais de 16 dias.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.