Candidato tem mal súbito durante corrida e morre em teste de aptidão física do concurso da Polícia Civil

Um candidato, que não teve o nome revelado, morreu nessa quarta-feira (1º), após passar mal em um Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte. Mas o que aconteceu?
O rapaz teve um mal súbito durante a corrida e segundo a Polícia Civil ele chegou a ser socorrido e encaminhado para a UPA de Cidade da Esperança. Entretanto, o candidato não resistiu e morreu na unidade hospitalar durante a madrugada.

A Polícia Civil informou que o candidato é do estado de Sergipe e estava com os documentos e exames médicos que apontava aptidão para fazer o teste físico.

Os candidatos passam por quatro testes de aptidão física: elevação na barra fixa, abdominais, salto horizontalmente e, por fim, corrida de 2.100 metros, que deve ser completada em até 12 minutos. O candidato que não completar qualquer um desses exames é reprovado no concurso. O rapaz apresentou um mal súbito nessa última prova do exame de aptidão física.

O concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte é organizado pela Fundação Getúlio Vargas que ainda não se posicionou sobre a morte do candidato.

As provas da PCRN foram realizadas em julho deste ano, mas chegaram a ser adiadas por conta da pandemia de Covid- 19. Um candidato chegou a ser preso durante a realização das provas por suspeita de fraude.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.