Luciano, da dupla com Zezé Di Camargo, impede Netflix de citá-lo em série “É o amor”

O impasse envolvendo a série da Netflix É o Amor, em que a família Camargo, estrelada por Zezé Di Camargo e Wanessa, foi parar na justiça, segundo a coluna do jornalista Leo Dias. Luciano, irmão de Zezé, entrou na justiça para impedir a Netflix de utilizar imagens suas na série. Ao que parece, Luciano não quer aparecer nos episódios nem mesmo em imagens antigas.

A série ‘É o Amor’ mostra a família Camargo em momentos de intimidade entre Zezé e a filha, Wanessa. Entretanto, durante os episódios aparecem outros familiares como Graciele Lacerda, a atual mulher de Zezé e Zilu Godói, mãe de Wanessa. Outros artistas como Thiaguinho, Paula Fernandes, Léo Santana, Tiago Abravanel e Felipe Araújo também aparecem nos episódios, além da família Camargo.

Segundo informações apontadas pela coluna, o impasse foi criado por questões financeiras. O contrato milionário com a plataforma de streaming para a produção da série foi assinado por Zezé e Wanessa. O cantor Luciano, não. Luciano achou injusto aparecer na produção e não receber nada por isso.

As gravações da série foram feitas, em grande parte, na fazenda da família, em Goiás. Durante os episódios, os dois contam segredos, compartilham dramas internos e mostram canções do álbum inédito gravado por pai e filha.

A série tem previsão de estreia em 9 de dezembro. O cantor Luciano Camargo foi procurado e não se manifestou sobre o assunto.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

Em nova série, cearense Silvero Pereira interpretará o estilista Clodovil Hernandes

Uma notícia está sendo destaque nesta sexta-feira (04). Uma nova série sobre a vida do estilista Clodovil Hernandes será lançada e o artista será representado pelo ator cearense Silvero Pereira. O anuncio foi feito pelo próprio ator em suas redes sociais. Na publicação, ele está de cabelos platinados e a legenda escrita “tons de Clô, vem ….”.

Segundo informações, a produtora da série, a Formata, conseguiu os direitos autorais do livro biográfico “Tons de Clô”, escrito por Carlos Minuano. Assim, o livro que conta todas as fases da vida do estilista, do nascimento às fases na carreira na moda, televisão e radio.

O estilista faleceu em 2009, com 71 anos, vítima de um AVC. Mas desde antes ele vinha lutando contra outras comorbidades: um câncer na próstata, um principio de infarto, um derrame cerebral e uma embolia pulmonar.

Ainda não se tem a data de lançamento da série.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Artistas.