Com avanço da segunda onda da Covid-19, São João de 2021 está extremamente ameaçado, prevê subsecretária da Saúde da Bahia

Uma triste notícia circulou nas redes nesta manhã de quarta-feira (24). A famosa e esperada festa junina está ameaçada pelo segundo ano seguido em 2021. Assim, o cenário previsto pela subsecretaria da Saúde da Bahia, Tereza Paim, é de que os baianos serão privados do seu evento preferido de inverno no ano de 2021.  As falas da subsecretária foram retiradas de uma entrevista a Zé Eduardo na Rádio Metrópole na tarde de terça-feira (23).

“Se continuarmos em uma vacinação conta gotas existe sim essa possiblidade. Se a população não entender que não dá para aglomerar para controlar a doença é possível. Se não houver imunização, não haverá essa normalidade. O vírus tem mutações e está se adaptando”, afirmou.

Assim, o são João pode ser cancelado como diversas festividades tradicionais do estado. Neste ano foram cancelados a Lavagem do Bonfim, a Festa de Yemanjá e o Carnaval de Salvador.

Além disso, o secretário da Saúde de Salvador, Léo Prates, afirmou também que até as eleições de 2022 podem ser afetadas pela pandemia: “Sim, existe (chance de a eleição ocorrer na pandemia). Mas não é grande não, porque precisamos vacinar 70% da população. Acho difícil não conseguir até agosto do ano que vem”, disse Prates.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.