Vacina Russa, Sputnik V, tem 91,6% de eficácia, comprova estudo

Análise de testes clínicos feita  pela revista  médica The Lancet e confirmada por especialistas independentes, confirma a eficácia  de 91,6% em favor da vacina russa Sputnik V. Segundo o estudo , a vacina atua contra a doença e suas manifestações sintomáticas. Além disso, o governo do Estado da Bahia está negociando mais de 50 milhões de doses da vacina. Mas não é só isso.

As análises ainda em andamento consideram que o imunizante , aplicado em duas doses , mostrou grande eficácia e os voluntários com mais de 18 anos participantes da fase final das pesquisas reagiram bem, segundo indicou Inna Dolzhikova pesquisadora do Centro Nacional Gamaleya da Rússia e coautora do estudo. 

A Rússia foi o primeiro país a registrar uma vacina contra a covid-19  em setembro de 2020 e em novembro revelou que o imunizante teria eficácia  acima de 95%. A  população russa começou a ser vacinada no dia 30 de novembro e em dezembro do mesmo ano a Argentina começou a imunização após receber 300 mil  doses de Sputnik V. 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ,em 21 de janeiro de 2021 se reuniu com representantes da União Química,laboratório brasileiro que participa do consórcio envolvido na produção da vacina russa.Ainda não foi  protocolado pedido de autorização emergencial de acordo com a agência . A intenção é no sentido favorável  à solicitação por parte  das organizações  participantes do consórcio. 

Paraná e Bahia formalizaram acordo com a Rússia para aquisição de doses da vacina e a  produção  de sputnik em território nacional.O laboratório  Nikolai Gamaleyaresponsával pela produção do imunizante , entretanto não formalizou  pedido de testes. 

princípio  a comunidade científica teve ceticismo e cautela  diante do anúncio  da criação da sputnik v. A Organização Mundial da Saúde (OMS), destacou  que a ‘’pré-qualificadora’’ e aprovação  de uma vacina  são etapas posteriores a  rigiroso procedimento e em face disto  criticam o curto prazo  que a Rússia  aprovou o imunizante. 

Foto AFP  

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Internacional, Nacional, Social.