Eleita vereadora, filha de Fernandinho Beira-Mar é acusada na justiça de ser “braço político” do pai

A vereadora eleita Fernanda Costa (MDB), filha do famoso traficante Fernandinho Beira-Mar, é acusada judicialmente de ser “braço social e político” do pai em uma ação penal.

A mulher foi eleita vereadora em Duque de Caxias (RJ) e assumiu o cargo nesta semana.

Ela e seus irmãos são investigados por uma ação penal na Justiça Federal de Rondônia por fazer parte de uma organização criminosa liderada por Beira-Mar no estado.

A Polícia Federal investiga bilhetes e gravações do traficante que foram encontradas no presídio federal de Porto Velho (RO). Assim, ele mantinha contato com a família e com membros da quadrilha e comandava não somente a comercialização internacional de drogas como também a lavagem de dinheiro.

A filha do traficante condenado a mais de 300 anos de prisão é caracterizada pelo Ministério Público de Rondônia como “responsável pelo papel social e político da organização, em razão dos serviços que presta em comunidades de Duque de Caxias”.

As acusações da justiça estão relacionadas principalmente com o suposto uso do dinheiro do tráfico para fazer atividades assistenciais nas favelas da cidade. Assim, para o MPF-RO, a prática é feita com o intuito de lavar dinheiro. As informações são do Jornal Folha de S. Paulo.

Da Redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.