Após briga, apresentador Luiz Bacci e cantor Wesley Safadão cortam relação de amizade

Logo após o apresentador do Cidade Alerta, Luiz Bacci, ter criticado o cantor Wesley Safadão por ter convidado DJ Ivis para se apresentar no seu show durante o Garota VIP, em São Paulo, nesse último final de semana, a relação entre os dois não anda nada bem. O clima não está amigável entre os dois após as críticas feitas por Luiz Bacci, e uma reaproximação parece algo distante.

A coluna do jornalista Leo Dias, apurou que houve uma troca de mensagens entre Bacci e Safadão, via WhatsApp, e na conversa, Safadão não quis se desculpar com o apresentador por ter dado palco a DJ Ivis. Amigos de longa data, Bacci sempre aconselhou Wesley Safadão em muitos assuntos, mas ao que parece, os dois colocaram uma pausa na amizade. Safadão tem reiterado que o julgamento do DJ ainda não aconteceu.

O cantor disse na conversa que é vítima de perseguição, em razão de outros artistas como João Gomes e Tarcísio do Acordeon terem dado palco ao ex-presidiário, porém somente ele está sofrendo perseguição.

Após a troca de mensagens, Bacci e Safadão não estão se falando e o clima parece ter ficado tenso. Segundo relatos, Wesley Safadão tentou entrar em contato com Bacci, porém o apresentador não atendeu as ligações do cantor.

DJ Ivis está sendo acusado de tentativa de homicídio contra a ex-mulher, Pamella Holanda. Após ter ficado mais de três meses detido no presídio de segurança máxima Irmã Imelda Lima Pontes, em Itaitinga, no Ceará, Ivis foi solto em 22 de outubro.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Artistas, Destaque.

Em caso extremamente raro, bebê rompe o útero da mãe e fica com as pernas na cavidade abdominal

Uma notícia está sendo destaque nesta quarta-feira (28). Em um caso raro, um bebê de 25 semanas ( um pouco mais de 6 meses) perfurou o útero da mãe durante a gestação, fazendo com que as suas pernas ficassem na cavidade abdominal. O caso foi um exemplo de casos raros em um estudo do The New England Journal of Medicine e aconteceu na França.

Os médicos perceberam uma anomalia durante os exames de rotina da mãe, que tem 33 anos. O documento publicado revela, que mesmo perfurando o útero, a mãe não sentiu nenhum sintoma ou algo estranho.

Ainda segundo os estudos, apenas 0,5% de todos os casos de gravidez no mundo apresentam essa anormalidade, sendo casos “extremamente raros” e que apresentam grande risco de vida tanto para bebês quanto para a mãe.

Como essa é a sexta gravidez da mulher, suspeita-se que tenha existido um enfraquecimento da parede uterina. O parto foi de emergência, com o bebê nascendo com 1,4kg e não teve complicações.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque.