Depois de se emocionar vendo família comer resto de comida no lixo, Dono de restaurante oferece comida de grátis para pessoas carentes

Uma notícia está sendo destaque nesta terça-feira (23). O dono de um restaurante no Espirito Santo, Paulo Roberto Moreira Leite, se emocionou ao presenciar uma família comendo restos de comida em uma lata de lixo. Entristecido com a situação, ele tomou uma atitude grandiosa: Abriu as portas do seu restaurante para aqueles que não tivessem condições de pagar por um prato de comida comessem de graça.

O restaurante de Paulo se chama Terceira Aula e fica próximo Universidade de Vila Velha. A sua atitude chamou a atenção e deixou orgulhoso o cozinheiro Wallace Aranha, que ajudou a divulgar o projeto em suas redes sociais. Em um vídeo, Wallace escreveu.

“Dono de restaurante abre para servir pessoas em situação de rua. O dono do restaurante chamado TERCEIRA AULA, perto da UVV. Que estará hj dando comida aos moradores que se encontram na rua ou quem realmente tem fome.
Existe sim razões pra acreditar em um amanhã melhor ❤️”.

A atitude de Paulo está sendo bastante elogiada e apoiada pelos moradores, que contribuem doando alimentos.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Ao oferecer doces, menino é humilhado, agredido e expulso de restaurante: “Inchou a orelha dele”

Um caso revoltou a população nesta quarta-feira (23). Um garoto acabou humilhado ao tentar ajudar uma família a ter renda extra. Mas afinal, o que aconteceu?

A história aconteceu na cidade de Campina Grande, na Paraíba, mas está comovendo pessoas de todo o país. De acordo com informações preliminares, tudo começou quando o garoto adentrou num restaurante para oferecer produtos. De origem humilde, o menino vende doces para complementar a renda da casa. Já acostumado com a recusa de algumas pessoas, o garoto não esperava que pudesse passar por algo pior.

Enquanto oferecia os doces dentro do estabelecimento o menino chamou a atenção do dono da loja, que não gostou nada da presença dele. Então, o garoto acabou humilhado, agredido e expulso do restaurante. O autor disso tudo seria o próprio dono do restaurante, um homem de 60 anos. Depois do episódio, o menino ficou com a orelha bastante inchada por conta das agressões que sofreu. Revoltado, um homem acolheu o garoto, registrou o caso no seu celular e desabafou:

“Por que ele não fez isso com um adulto? O menino aqui foi lá vender a balinha dele no restaurante Malibu e o dono simplesmente meteu a mão no pé do ouvido dele, olha só. Isso é o que? Já pensou se fosse um menino branco, filho de madame, estava nessa situação?” Mas não é só isso.

Depois do ocorrido, a história tomou as redes e o restaurante recebeu uma enxurrada de críticas, excluindo as páginas logo em seguida. Além disso, o dono do estabelecimento acabou detido pela polícia. Contudo, ele conseguiu liberdade depois de assinar um TCO (Termo de Circunstanciado de Ocorrência), comum em casos de crimes menores. Agora, a Justiça segue apurando o caso.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.