Enquanto estava ao vivo, repórter recebe a notícia que a esposa morreu e desabafa: “Ela estava lutando”

Uma situação comoveu a população nesta quarta-feira (13). Durante uma apresentação, um repórter recebeu a informação de que uma importante pessoa se foi. Mas afinal, o que aconteceu?

Enquanto estava ao vivo, um repórter e jornalista não imaginava receber uma notícia difícil. A equipe o informou que a esposa dele, que era enfermeira e estava internada há 12 dias, não resistiu e morreu por conta do coronavírus. Na hora em que isso aconteceu, ele estava informando a morte de um querido médico da região, que também perdeu a luta contra o coronavírus. Então, claramente agitado ao lidar com a situação, ele desabafou:

“A enfermeira Alba Victoria acaba de falecer, no sétimo piso ela estava lutando contra o coronavírus. Era mãe do meu filho, infelizmente perdeu a vida, morre como o Dr. Edgar Salgar Villamizar. Duas pessoas que se vão vítimas do coronavírus nesta época de final de ano.” Mas não é só isso.

Durante 33 anos, a enfermeira dedicou sua vida no trabalha na clínica, mesmo local onde acabou infectada. Pelo menos 30 pessoas dessa mesma clínica já partiram por conta da doença. O caso ocorreu na Colômbia, mas ganhou as manchetes de todo o mundo.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Repórter e jornalista Zé Raimundo passa por terceira cirurgia e explica o que aconteceu

Cobrir reportagens não é tarefa nada fácil, dependendo do local, os riscos podem se equiparar aos da carreira policial. Então, nesse contexto o repórter Zé Raimundo é um dos nomes que mais conhecem esse tipo de situação. Após passar por inúmeros acidentes, Zé explicou que terá que passar por mais uma cirurgia:

“Foi a terceira cirurgia de ombro pra consertar tendões, pequenos ligamentos e fraturas. As duas primeiras no direito. A de ontem, a mais complicada porque o estrago foi maior, no esquerdo. Todas por queda, escorregões fazendo reportagens. Mas nada é difícil para o grande cirurgião Marcelo Leite. O ruim mesmo é o pós. Dolorido, chato e cheio de limite.” Mas o que aconteceu?

Essas lesões são resultado de quedas durante a gravação dessas reportagens, felizmente, não foi nenhuma situação de risco relacionada  à criminalidade ou algo nesse sentido. Com  uma ampla parte de sua vida dedicada às reportagens, Zé construiu um legado único e é um dos nomes mais conhecidos do país.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.