Suspeitos fazem reféns ao tentar assaltar loja de operadora de celular em Campina Grande

Uma noticia chocante tem sido destaque nesta quarta-feira (12). Isso, porque uma loja de operadora de celular passou por uma tentativa de assalto.

O fato ocorreu na manhã desta quarta-feira (12), na Avenida Floriano Peixoto, em Campina Grande, Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos fizeram reféns dentro do estabelecimento e depois se entregaram.

Segundo as informações do comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar, Francimar Vieira Lins, três homens entraram armados na loja e anunciaram o assalto. Uma testemunha que passava pela rua percebeu a movimentação e acionou a polícia.

Os suspeitos estavam usando coletes da Policia Civil no momento em que entraram na loja, fizeram reféns dentro do estabelecimento, mas, depois da chegada da PM, foram até a sacada do prédio e se entregaram, jogando as armas do primeiro andar em sinal de rendição.

Os homens são de João Pessoa e dois deles já tem passagem pela polícia. Um dos suspeitos cumpria pena em regime semiaberto. Além disso, um dos suspeitos trabalhava como vigilante na capital. A policia suspeita de que os coletes da polícia civil tenham sido conseguidos pelo vigilante.

Com os suspeitos foi apreendida uma quantia de R$ 17.600, um celular de um cliente que estava na loja no momento do crime e três armas de fogo. Os homens foram encaminhados para a Central de Polícia Civil de Campina Grande.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Salvador: operação policial em Amaralina liberta seis pessoas que eram mantidas reféns após tensa negociação

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (2). Equipes da Polícia Militar conseguiram fazer o resgate de seis pessoas entre as quais três adultos e três crianças que eram mantidos reféns na tarde deste domingo (2), no Complexo do Nordeste de Amaralina. Segundo as informações, dois traficantes que haviam fugido após confronto com a polícia e Mantiveram uma família refém, acabaram sendo presos pelos agentes.

Durante a operação policial, se iniciou uma negociação que durou duas horas para que os reféns pudessem ser libertados. O imóvel usado pelos bandidos como esconderijo é localizado na Sucupira e foi cercado pelos agentes iniciando então uma tensa negociação onde o objetivo era a rendição dos criminosos. Felizmente os reféns não tiveram nenhum ferimento e apenas um dos bandidos estava ferido por disparo de arma de fogo, em razão de confronto com os agentes do Batalhão de Choque ocorrido antes de invadirem à casa.

Depois de libertados, os reféns receberam atendimento no local e o traficante ferido foi levado para o Hospital Geral do Estado (HGE), e o outro bandido foi apresentado na Central de Flagrantes. Mas não é só isso…

A ocorrência policial se iniciou quando equipes do Batalhão de Choque entraram em confronto com traficantes. Um dos criminosos foi morto em confronto com a polícia e pelo menos outros dois conseguiram fugir e se esconder na casa localizada em Sucupira, quando deu início a negociação. Durante a troca de tiros um policial foi atingido na perna mas não corre risco de morrer. O bairro teve o policiamento reforçado após a operação.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Suspeito invade hospital, atira no segurança do prédio e faz duas enfermeiras reféns

Um caso continua chamando a atenção nesta terça-feira (27). Na noite da última segunda-feira, os moradores e profissionais da saúde viveram momentos de terror na cidade de Marituba, na localidade metropolitana de Belém. Pois um homem armado, teria invadido a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), atirado em um segurança e em seguida feito duas enfermeiras de reféns.

Segundo o portal UOL, havia muitas pessoas esperando por atendimento no hospital. Após a invasão, os pacientes saíram correndo, ocasionando tumulto. Os profissionais da saúde se trancaram em salas e em consultórios para tentarem se proteger. Já o suspeito teria sido atingido por tiro, que atingiu na perna. Mas mesmo assim, o homem demorou a se render, somente depois de duas horas e meia de muita conversa com os agentes, foi que ele desistiu e se entregou.

Ainda de acordo com o site, após as investigações dos policiais, foi verificado que antes de invadir o hospital, o invasor havia assaltado um posto de gasolina em uma cidade vizinha. E que ele não estava sozinho. Ele estaria com mais três indivíduos que teriam roubado um carro e feito o condutor de refém.

Após denúncias, a guarnição foi acionada e carro da polícia conseguiu seguir o grupo de assaltantes. “Recebemos informações da família do refém de que eles estavam seguindo no sentido Marituba”. Informou o tenente da PM Wanderley Santana.

Os agentes ainda relataram que, após horas de perseguição, eles conseguiram alcançar o carro roubado. Ao chegarem próximo a UPA, os homens liberam o refém. E três dos quatros indivíduos se renderam, restando apenas um, que fugiu para o hospital.

Ainda de acordo com os relatos, o fugitivo trocou tiros com os seguranças do hospital, sendo atingido na perna e em seguida, correu para dentro da UPA. O segurança do hospital foi atingido no peito mas o tiro acertou o seu colete.

A história não terminou por aí. depois de ser atingido na perna, o suspeito invadiu uma das salas e fez duas enfermeiras reféns, e de acordo com o tenente, ele só soltou as enfermeiras depois das 23h. “Ele só aceitou se entregar com a chegada da mãe e da imprensa”,contou o Santana.

O tenente informou que o assaltante, deve responder por porte de amar de fogo ilegal e cárcere privado, em relação as enfermeiras e o o motorista que foi feito refém. Além disso, deve também responder por tentativa de homicídio por ter atirado no guarda do hospital.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Assaltantes trocam tiros e fazem reféns durante roubo a banco

O fato ocorreu na madrugada desta sexta-feira (01/12), em que bandidos armados com fuzis assaltaram um banco no centro da cidade de criciúma.

Segundo a polícia civil de SC, aproximadamente 30 homens encapuzados invadiram e saquearam um banco da cidade. Os bandidos utilizaram de carros para isolar as ruas ao redor do banco e fizeram reféns como escudos para a ação criminosa.  A resposta da policia veio com uma megaoperação envolvendo batalhões de cidades vizinhas para deter os delinquentes. Houveram tiros e pavor em meio a madrugada e apesar do grande esforço da polícia, a quadrilha não foi presa. Contudo, segundo informações preliminares, duas pessoas acabaram feridas.

Vídeos de moradores da região mostrando o tiroteio circularam na internet e choraram as pessoas nas redes sociais. Os vídeos e fotos mostravam parte do tiroteio e também os reféns usados pelos bandidos como escudo para parar o avanço dos policiais. Nesse contexto, um túnel que liga o municio à cidade vizinha foi incendiado para atrasar o reforço dos batalhões vizinhos. Assim, tudo indica que foi um ataque planejado de uma quadrilha especializada em assaltos de grande porte.

Ainda na manhã dessa terça-feira, tropas do batalhão antibombas tentavam desativar explosivos deixados pelos bandidos no local do assalto. Várias capsulas de fuzil estão espalhadas ao redor do prédio.

O prefeito da cidade Clésio Salvaro (PSD) gravou um vídeo em suas redes sociais explicando o ocorrido. O político pediu que as pessoas ainda tivessem cuidado pela manhã. “Seguimos monitorando e acompanhando o desenrolar dos fatos. Fiquem em casa.”

Da Redação do Acontece na Bahia.

 

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.