Meninos negros são agredidos e arrastados por seguranças do Salvador Shopping; Clientes gravam toda a ação violenta dos seguranças

Na manhã desta terça-feira (29) circulou nas redes um vídeo lastimável. Segurancas do Shopping Salvador agridem e arrastam uma criança e um adolescente na frente de dezenas de clientes. A ação violenta foi registrada por pessoas que passavam pelo estabelecimento.

De acordo com informações do site BNews, os garotos foram arrastados pelos seguranças até o fundo do shopping e nenhuma das pessoas que estavam gravando puderam acompanhar. Não há informações do que houve com os meninos após isso.

O vídeo mostra cenas lastimáveis e foi compartilhado nas redes sociais pela gestora de projetos Ágatha Ferreira. Ela comentou na publicação sobre o ocorrido: “O que aconteceu com essa criança? Quem paga a conta? Não interessa o que ela fez. Não interessa nem se ela fez. Uma criança branca seria tratada da mesma forma? Esse garoto ao menos é visto como uma criança. Sua infância foi roubada. O vídeo é doloroso, estarrecedor. Até quando? Tô exausta”.

A administração do Shopping afirmou que “lamenta profundamente” o ocorrido e que os seguranças envolvidos agiram de forma violenta e despreparada. “O fato está sendo apurado internamente para a individualização das responsabilidades e aplicação das sanções cabíveis”, afirmou a administração do shopping.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Após colaborar com atitude racista de jogador, Mano Menezes é demitido do Bahia

Na noite desse sábado a diretoria do Esporte Clube Bahia demitiu o treinador do time de futebol Mano Menezes. O fato ocorreu após a partida contra o flamengo pela série A do Brasileirão, em que o time perdeu por 4 a 3.

Entretanto, o treinador não foi demitido devido a derrota, e isso por colaborar com ato racista de jogador do Bahia.

A confusão começou quando o meia-atacante do Bahia, Juan Ramírez, supostamente atacou o volante do Flamengo, Gerson. Segundo o próprio Gerson, o colombiano teria falado “cala a boca, negro”. Assim, toda confusão começou, Gerson partiu para cima do colombiano para tirar satisfações e afirmou para a arbitragem que havia sofrido um ato de racismo.

Dessa forma, Mano entrou na discussão para defender o jogador do próprio time, afirmando que a atitude de Gerson não passava de “Malandragem”. No final do jogo, o volante Gerson falou com a imprensa e repudiou a atitude de Mano Menezes, que deveria retaliar a ação de Ramírez.

Após a confusão, Mano comentou sobre o assunto: “É um assunto extremamente sério que envolve o mundo e, consequentemente, o Brasil. Não temos um relato ou uma imagem, o fato de Ramírez ter falado para Gérson qualquer coisa desse tipo. Lógico que, quando não temos, ficamos do lado desse jogador. O que pareceu para a gente naquela hora foi que a gente cresceu no jogo, tínhamos feito o 2 a 1, e estava uma tentativa de paralisar o jogo e retirar um jogador nosso para igualar. Mas o Gérson é um jogador sério, merece todo o respeito e o clube vai fazer um acompanhamento e uma investigação do que realmente aconteceu”.

“O Bahia tem um compromisso com isso, ninguém da comissão técnica nossa apoiaria nenhum tipo de situação como essa. Se acontecer de, depois da conversa com o jogador, as coisas serem esclarecidas amanhã ou quando o time se reapresentar, não só o tribunal provavelmente vai fazer uma denúncia, mas o Bahia vai tomar suas providências. Não tem sentido nenhum essa atitude, se ela realmente aconteceu”, completou o treinador.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Mulher manda mensagens racistas direcionadas à garçom negro. “Não sou obrigada a ser atendida por um negro”

Na manhã dessa sexta-feira circulou nas redes sociais uma notícia revoltante. Os proprietários de uma lanchonete em Campina Grande, na Paraíba, receberam algumas mensagens extremamente racistas de uma cliente. Assim, nas mensagens a cliente começou a conversa afirmando que gostaria de fazer uma reclamação contra o restaurante. Entretanto, a conversa teve um rumo inusitado. A cliente queria reclamar que a lanchonete tinha um funcionário negro e afirmou que esse fato “mancha a imagem da lanchonete”

O proprietário da lanchonete que recebeu as mensagens acreditou inicialmente se tratar de uma brincadeira de mau gosto. Porém, com o decorrer da conversa ele percebeu que a cliente realmente falava sério. Assim, a cliente desferiu mais comentários racistas como “não sou obrigada a ser atendida por um negro” e “eu achei que realmente era um local de família”.

Nesse contexto, Ramon Vieira contou em entrevista ao portal de notícias UOL, que tomou as medidas cabíveis. Ele procurou a Polícia Civil do estado para registrar o boletim de ocorrência do caso. Além disso, Ramon também tornou publica as mensagens nas redes sociais com uma nota de repúdio. “A Fast Food não aceita nenhum tipo de desrespeito, racismo é crime! A priori chocados com a situação pensamos em não trazer a público, pois acreditávamos ser uma pegadinha. Porém, certificando-nos de que tratava-se realmente de um caso de racismo, a empresa tomou as devidas medidas legais cabíveis.”, afirmou na publicação.

Ramon também afirmou em entrevista que pensou não contar ao funcionário sobre as ofensas. “Foi muito constrangedor, pensamos em como ele receberia tudo isso. Mas eu e minha esposa decidimos fazer uma reunião com a equipe e então falamos sobre o fato. Gabriel e outras pessoas se emocionaram, foram ataques fortes. É algo que a gente vê em filme, em novela, mas nunca imagina que vai acontecer tão perto de nós”, declarou em entrevista.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais e causou revolta por parte da população. A polícia investigará o caso e tomará as medidas cabíveis.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Prefeita eleita é ameaçada de morte e vítima de racismo

Segundo o portal G1, a prefeita eleita na cidade de Bauru-SP, Suellen Rosim (patriotas) foi vitima de ataques racistas e recebeu uma ameaça de morte. Nesta terca-feira (01/12) a prefeita retornou a delegacia para prestar queixa e denunciar o caso de racismo.

Nas mensagens recebidas por Suellén o homem se identifica, a chama de macaca e a ameaça de comprar uma pistola no Rio de Janeiro para matá-la. Essa ameaça foi dirigida para a moça na tarde dessa segunda feira (30) em seu e-mail pessoal.

De acordo com o delegado Eduardo Herrera, a polícia civil já iniciou as investigações e as mensagens trazidas por Suellén já foram anexadas no boletim de ocorrência. Até o momento nenhum suspeito foi identificado.

Suellén se expressou em entrevista ao portal G1 com indignação e revolta. “É um absurdo a gente ainda ter que ouvir esse tipo de palavra, dessas questões raciais. É inadmissível. Lamento muito. A gente tem tanta coisa pra discutir da cidade, tantos problemas no município e a gente ter que discutir um assunto tão pesado”, disse ela. Assim, a prefeita eleita espera que os racistas sejam identificados e punidos pela lei.

Durante as eleições Suéllen também tinha sido alvo de ataques racistas em grupos de whatsapp

Nas eleições Suellén Rosim derrotou 12 outros candidatos e foi a candidata mais votada no primeiro turno. Assim, no segundo turno ela confirmou seu favoritismo e derrotou Dr Raul com mais de 19 mil votos de vantagem. Dessa maneira ela se tornou a primeira mulher negra a comandar a cidade em 124 anos de história.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.