“Ser homofóbico é uma escolha. Ser gay também” diz Deputado bolsonarista que defente o “direito” de ser homofóbico

Uma notícia está sendo muito comentada pelos internautas nas redes sociais, devido a uma fala polêmica de um político. Nesta quarta-feira (19), o deputado estadual do Mato Grosso do Sul, Gilberto Cattani (PSL), usou a sua rede social para expressar a sua homofobia. O deputado que é apoiador do presidente da república, Jair Bolsonaro, declarou que tem o direito de ser homofóbico.

Na sua publicação o deputado estadual postou uma imagem que tinha a seguinte frase. Ser homofóbico é uma escolha. Ser gay também”. disse o político, em uma tentativa de defender  “direito” ser homofóbico, indo contra as leis vigentes pelo Supremo Tribunal Federal que enquadra a homofóbia como crime assim como racismo.

Em 2019, o Supremo Tribunal Federal decidiu que qualquer tipo de indução, discrimização ou preconceito em relação à orientação sexual do indivíduo,  é considerado crime e a pessoa pode pegar de um a três anos de prisão.

Em entrevista para o jornal Metrópoles, o presidente do Conselho Municipal de Atenção à Diversidade Sexual de Cuiabá, jornalista Valdomiro Arruda, declarou que já preparou uma representação contra o deputado estadual, e que irá encaminhar para o Ministério Público Federal. Nas redes sociais, o jornalista Arruda, rebateu a fala discriminatória do deputado, declarando que “Ser gay não é uma escolha, ser homofóbico é”. concluiu.

Leia também o portal do nosso editor www.romulofontoura.com.br

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

publicidade

Aos 69 anos, morre o político Levy Fidelix, fundador do PRTB e idealizador do “aerotrem”

Uma perda tomou as manchetes deste sábado (24). Morreu o político Levy Fidelix, aos 69 anos.

Levy foi presidente e fundador do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), se tornando conhecido por suas falas contundentes e polêmicas. Uma de suas ideias mais marcantes, foi a proposta de desenvolver um aerotrem, que seria uma espécie de metrô suspenso, construído a muitos metros de altura, resolvendo o problema do trânsito nos grandes centros. De acordo com informações preliminares, Levy estava internado num hospital particular desde março. A família não confirmou a causa da morte, mas o depoimento de uma amiga trouxe um ponto importante à tona.

Tendo bastante proximidade com Levy, a  cineasta Sandra Terena também emitiu uma nota lamentando o ocorrido e citando a doença que o político teria enfrentado:

“Com tristeza, informo o falecimento de um pioneiro do conservadorismo no Brasil, Levy Fidelix por covid-19. O óbito foi confirmado às 20 horas desta sexta-feira (23). Que o Espírito Santo console a família. Meu marido, o jornalista Oswaldo Eustáquio, foi um grande amigo de Levy.”

Além disso, o PRTB confirmou a perda e emitiu uma nota de pesar:

“É com profunda dor e pesar que o PRTB, por sua diretoria, comunica o falecimento do nosso líder, Fundador e Presidente Nacional, Levy Fidelix, ocorrida nesta data na cidade de São Paulo. Descanse em paz homem do Aerotrem.”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

publicidade